Últimas

Adesão a duas rodas, crescimento da frota e da imprudência no cotidiano das motos


Por Claudiana Venancio Ribeiro (Noroeste News)

A mortalidade por causas externas no Brasil só tem aumentado no decorrer dos últimos tempos. A violência urbana e os acidentes de trânsito são os fatores que mais acentuam essas estatísticas.

Em Nova Venécia, o número de acidentes de trânsito envolvendo motocicletas que tem acontecido recentemente, é causa de indignação e revolta, tanto nas vias urbanas quanto nas rodovias e estradas rurais eles têm sido registrados com grande freqüência. Esse tipo de veículo nas últimas décadas tem ganhado expressiva aceitação da população, principalmente pela facilidade e rapidez de deslocamento e do baixo custo de aquisição e manutenção.

As vias urbanas de Nova Venécia foram projetadas e criadas a décadas atrás, quando a frota de veículo era significativamente menor do que a registrada hoje.  Para se ter idéia desse crescimento, em 2010, Nova Venécia possuía uma frota de motos com 6.413 veículos e atualmente esse número está em 11.218 motos, o que representa um crescimento de aproximadamente 75% da frota nos últimos 09 anos, sem falar no aumento do número de automóveis. Hoje, incluindo carros de passeio, caminhonetes, camionetas e utilitários o total é 12.508 veículos, em 2010 eram 7.240.  Atrelado a esse crescimento, em muitos dos casos está presente a imprudência e o desrespeito com a sinalização e as leis de trânsito. É comprovadamente verdadeiro que a imprudência é o fator causador da maioria dos acidentes, tanto o motorista quanto o motociclista precisam se respeitar e respeitar as leis do trânsito. A frota é cada vez maior, o espaço ‘disputado’, continua o mesmo, onde não houver conscientização e bom senso haverá acidentes, podendo levar pessoas a incapacidade física ou até mesmo a óbito.

No caso das motos, essas são muito utilizadas como uma ferramenta de trabalho, temos motoboys, moto taxistas e muitos autônomos que desenvolvem algum tipo atividade e utilizam este tipo de veículo para se descolarem na prestação de seus serviços, na venda e entrega de seus produtos,  nesse contexto o condutor tem pressa em se descolar e o resultado disso são atitudes imprudentes nas vias.

Nossa realidade
Sobre a Ponto Cristiano Dias Lopes são comuns essas irregularidades
Na ponte Cristiano Dias Lopes, é muito comum manobras perigosas onde motociclistas tentam “costurar o trânsito” andando em fila dupla com os automóveis. Apesar de ser classificada como infração gravíssima pelo CTB (Código de Trânsito Brasileiro) as cenas podem ser vistas diariamente sobre a ponte, bem como em outros pontos da cidade.

ES 381, Bairro São Cristóvão
Rodovia ES 381 - Bairro São Cristóvão
Devidos aos constantes sinistros de trânsito acontecido com vítimas fatais na Rodovia ES 381, na altura do Bairro São Cristóvão, está em discussão junto aos órgãos de trânsito competentes e moradores da localidade, algum tipo de intervenção na via, como quebra-molas, faixas de pedestre elevada ou uma rotatória. No local o tráfego de veículos e pedestre é intenso, precisa mesmo de algum mecanismo de redução de velocidade, já que educação, conscientização, prudência e respeito, assim como em todo o Brasil, são fatores escassos no comportamento de nossos condutores.






Nenhum comentário