Últimas

Governador participa da abertura de 5ª Conferência Estadual dos Direitos da Pessoa Idosa



O governador Renato Casagrande e representantes de 68 dos 78 municípios capixabas participaram da abertura da 5º Conferência Estadual dos Direitos da Pessoa Idosa, realizada em Nova Almeida, na Serra. O evento começou nesta quarta-feira (31) e acontece até sexta-feira (02) com o tema “Os desafios de envelhecer no século XXI e o papel das políticas públicas”.
A conferência é um espaço democrático de reflexão, discussão e articulação coletiva. O governador aproveitou a ocasião para destacar os desafios dos próximos anos de gestão, buscando um Estado menos desigual e mais sustentável.
“Queremos que o Estado seja competitivo, queremos investir em infraestrutura, fazer boas ações para que o Estado seja reconhecido nacional e internacionalmente. Investir forte em educação para ter pessoas bem formadas. Ter um Estado justo e justiça se busca com políticas de assistência social, direitos humanos, segurança pública para todos. Precisamos ser inovadores e usar essa inovação para o bem. Ter serviços à disposição de todos pela internet. Um Estado que pense regionalmente nosso desenvolvimento. Essas ações são premissas importantes para que possamos ter um Estado justo, equilibrado, sustentável e menos desigual”, enfatizou.
Na oportunidade, a secretária de Estado de Direitos Humanos, Nara Borgo, ressaltou a importância da realização da conferência. “O fato de estarmos aqui hoje, unidos nesta conferência, demonstra o compromisso do Governo do Estado com as políticas públicas para a pessoa idosa, com o diálogo, discutindo propostas junto aos conselhos e sociedade civil e articulando com outras secretarias”.
A secretária ainda destacou a conferência como “um importante espaço de troca entre os representantes das diferentes regiões que estão aqui representadas para que a gente construa uma política que seja eficaz para cada canto do nosso Estado, e para que a pessoa idosa tenha cada vez mais dignidade e respeito em toda a sua trajetória de vida. Deixo então registrado o meu agradecimento e respeito pela luta dos senhores e senhoras”.
A presidente do Conselho Nacional dos Direitos da Pessoa Idosa, eleita para o biênio 2018-2020, Maria Lúcia Secoti Filizola, esteve presente e destacou a transversalidade das políticas públicas. “Estou lisonjeada de estar pela primeira vez no Espirito Santo e neste momento de Conferência. Esta troca é muito importante para a efetivação das políticas públicas, pois a política voltada para a pessoa idosa é transversal. A ideia é lançarmos olhar sobre o futuro e multiplicarmos as diretrizes para outras regiões e setores”, pontuou.
A presidente do Conselho Estadual dos Direitos da Pessoa Idosa (Ceddipi), Augusta Isabel Scardua, também chamou atenção para a relevância do evento. “Precisamos de momentos como este porque a sociedade precisa entender o seu papel e a importância do debate. Independente de raça e gênero, temos que ter um olhar voltado para todos os públicos, pois estamos representando toda a população idosa dos 78 municípios capixabas”, ponderou.
Também participaram da mesa de abertura a Promotora de Justiça e Dirigente do Centro de Apoio Operacional, Cível e de Defesa da Cidadania, Elaine Costa de Lima, o representante da pessoa idosa do interior, Expedito Cazita, a representante da pessoa idosa da região metropolitana, Nilda Rodrigues, e a secretária municipal de Assistência Social da Serra, Elcimara Rangel.
Para dar seguimento ao evento, foi feita uma leitura conjunta do regimento interno e também realizada palestra com a geriatra, doutora Regina Vianna Mesquita. Em seguida, os participantes foram divididos para os trabalhos em grupos.

Assessoria de Comunicação do Governo











Nenhum comentário