Últimas

Volta às aulas: excesso de peso em mochilas escolares causa inflamações na coluna



Coloridas, texturizadas e de personagens infantis. Essas são algumas das características que as crianças e adolescentes observam quando o assunto é a compra da mochila escolar para a volta às aulas. A vasta cartela de opções que os deixam animados, ao mesmo tempo, alarma para um problema recorrente que acaba passando despercebido pelos pais. 
De acordo com o especialista em dor crônica André Félix, o uso incorreto, o formato e o excesso de peso podem acarretar futuros problemas para a saúde da coluna. “O uso inadequado pode gerar sobrecarga na coluna vertebral e dentre as consequências estão as dores. Importante que os pais fiquem atentos ao peso, ao tamanho e ao uso correto da mochila de seu filho”, declara Félix.
Segundo o especialista, uma pessoa que carrega um peso que excede em até 5 a 10% de seu peso corporal esta mais sujeita a sentir dor nas costas e outros distúrbios relacionados, como tensão e danos nos nervos do pescoço e ombros.
Em casos mais graves, esse excesso de peso pode ocasionar o agravamento de desvios na coluna, como a escoliose. Essa doença tem por característica o encurvamento da coluna, tanto para os lados, quanto para frente ou para trás e também em volta do seu próprio eixo. Assim como o trauma pelo excesso de peso, essa doença também pode ser causada por alterações ósseas, musculares ou neurológicas e hábitos posturais inadequados.
O tratamento para as lesões varia de acordo com o tipo de trauma deixado pelo peso. Em casos menos graves o tratamento escolhido é o interdisciplinar, que utiliza a atuação de diversas áreas profissionais, como fisioterapia e acupuntura. Além disso, terapias para aliviar a dor e a prescrição de medicamentos podem auxiliar na maioria dos casos. Porém, o melhor é a prevenção.

Seguem abaixo algumas dicas do Dr. André Félix para evitar o problema
• Procure uma mochila com alças largas e acolchoadas;
• Opte por mochilas com cintos de quadril e peito, pois estes melhoram o equilíbrio e tiram a tensão dos músculos sensíveis do pescoço e dos ombros;
• Procure mochilas com vários compartimentos para distribuir melhor o peso;
• Considerar uma mochila com rodas, se for andar longas distâncias ou transportar uma carga pesada;
• O maior não é o melhor. Um grande erro é comprar uma mochila que é muito grande e que pode ser um incentivo à sobrecarga.
• Não usar apenas uma alça da mochila. Isso desloca o peso para um lado.
• Não deixar a mochila pendurada mais de quatro centímetros abaixo da cintura. Assim, reduz-se a pressão sobre os ombros e protege a lombar.
• Não deixar a mochila pesar mais de 10% do peso da criança quando estiver cheia. Mochilas mais pesadas fazem com que se curve para frente para suportar o peso, forçando as costas e o pescoço.

Nenhum comentário