Últimas

Coronavírus: com primeiro caso confirmado no ES, secretaria de Saúde afirma que situação está sob controle



Uma mulher de 37 anos é a primeira paciente com confirmação de Coronavírus no Espírito Santo. Ela é moradora da Grande Vitória e esteve recentemente na Itália. Segundo a Secretaria de Estado de Saúde (Sesa), a mulher está em isolamento e faz o tratamento em casa.
Segundo informações colhidas pelo jornalismo da Rede Vitória, a paciente é moradora de Vila Velha. A secretaria de saúde não põde confirmar informações sobre endereço e identidade dos pacientes com a doença.
De acordo com Luiz Carlos Reblin, coordenador do Centro de Operações Estratégicas (COE) da Sesa, a paciente começou a sentir os sintomas dois dias depois que voltou da Itália. "Ela já está entre nós há mais de dez dias. Portanto, é uma situação (que está) sob controle. Dois dias após sua chegada, ela teve os sintomas e imediatamente procurou o serviço de saúde", afirmou o coordenador.
Reblin disse ainda que os familiares da paciente também estão sendo monitorados, mas conforme determinado pelo protocolo do Ministério da Saúde, eles não passam por exames sem apresentarem sintomas. "Em relação aos contatos, eles são monitorados. Se apresentam sintomas, eles passam a ser investigados como caso suspeito da doença, mas como não tem sintomas, não há investigação de exames nestas pessoas", relatou.
As ações empregadas pelo estado, segundo o coordenador, não mudam após a primeira confirmação da doença no Espírito Santo. "Até que o ministério altere a definição de caso suspeito, para nós não muda nada, pelo contrário. A gente permanece vigilante, o sistema é sensível. Qualquer pessoa que procura o sistema de saúde e tenha vínculo com o Coronavírus, (o sistema) é imediatamente notificado e a equipe da Sesa passa a orientar as equipes locais em relação a esse caso".

Estado de saúde da paciente
Reblin informou que a mulher está em isolamento, faz o tratamento em casa, mas está com boas condições de saúde. "Ela é uma pessoa que já está, praticamente, na fase final da doença. Neste momento, ela está em bom estado geral, em casa, sem nenhuma gravidade". 
O coordenador disse também que, apesar do bom estado, ainda é possível que a mulher transmita a doença e segue sendo acompanhada pela equipe de saúde.

Fonte: Folha Vitoria



Nenhum comentário