Últimas

Pinta vermelha: entenda as causas e como tratá-la


Consideradas lesões benignas, os nervos rubi são bolinhas de sangue que podem mudar para tonalidade marrom ao longo do tempo

Você tem pintas avermelhadas no corpo? Se sim, calma, não há razão para pânico! 

Embora a coloração assuste um pouco, as pintas vermelhas, também conhecidas como nervos rubi e angiomas rubi, são pontinhos de sangue que podem aparecer em algumas fases da vida.

Consideradas lesões benignas, essas bolinhas de sangue podem mudar para tonalidade marrom ao longo do tempo e aumentar conforme vamos envelhecendo. 

Atenta: mesmo não apresentando riscos à saúde, lembramos sempre que você deve consultar seu dermatologista para o diagnóstico, ok?

Como surgem as pintas vermelhas?

Normalmente as manchas costumam aparecer na pele depois dos 30 anos e não são causadas por fatores externos. "O surgimento dessas pintas é exclusivamente genético", explica o dermatologista Abdo Salomão. Então, se sua mãe tem, existem grandes chances de você também ter.

Segundo a dermatologista Simone Neri, elas geralmente são múltiplas e surgem nos braços e no alto do tronco. "A princípio não representam risco para a saúde, no entanto, se houver sangramentos, deve-se procurar um dermatologista para um diagnóstico mais preciso", explica.


Mas por que aparecem?

Em sua maioria, estas pintinhas surgem devido ao crescimento anormal dos vasos sanguíneos e apresentam-se como pintas de 1 a 4 milímetros na cor vermelha. Vale ressaltar que pessoas de pele clara tem mais propensão ao surgimento delas.
Tem como evitar?

Infelizmente, não. Por não sabermos onde elas vão aparecer no corpo, não conseguimos prevenir. "Elas podem se multiplicar, mas não existe o risco de se tornarem câncer de pele", afirma o dermatlogista.

Pintas vermelhas: tudo o que você precisa saber (Foto: Divulgação )

Dá para se livrar delas?

Sim! Por mais que não façam mal, é possível tratar quando há algum incômodo estético ou por causa de atrito na área onde está localizada. Com a ajuda de lasers, você as remove para sempre com apenas uma sessão. Também há a opção da retirada cirúrgica, procedimento realizado no consultório dermatológico.

Porém, isso não quer dizer que o seu corpo vai parar de multiplicá-las. "O que foi retirado não volta, mas elas podem continuar a aparecer em outros lugares do corpo", complementa Abdo.

A gente já sabe mas não custa repertir: pegar sol sem proteção favorece o aparecimento não só das pintas vermelhas, como também da rosácea e de outras manchas. Portanto, use e abuse do protetor solar e atente-se aos horários de exposição solar.

Globo.com

Gostou desta matéria? Clique aqui e receba nossos conteúdos diariamente.


Nenhum comentário