Últimas

A importância da fisioterapia na recuperação de pacientes com a Covid-19

Nesta terça-feira, 8 de setembro, é comemorado o Dia Mundial da Fisioterapia


Achegada da pandemia do novo coronavírus (Covid-19) trouxe consigo diversos desafios para as equipes multiprofissionais que atuam nas Unidades de Terapia Intensiva (UTI) nos hospitais de todo o mundo.
No Hospital Regional do Baixo Amazonas (HRBA), unidade do Governo do Pará, gerenciada pela Pró-Saúde em Santarém, médicos, enfermeiros e técnicos em enfermagem, mais do que nunca tiveram de unir forças para salvar vidas. O momento proporcionou um olhar diferenciado para um profissional específico que atua juntamente com a equipe nas UTIs: o fisioterapeuta.
A Covid-19 é uma doença que promove um processo inflamatório no tecido pulmonar do paciente, fazendo com que, dependendo da gravidade, seja necessário o uso de respiradores artificiais.
“Quem faz a programação e os ajustes dos aparelhos de respiração é o fisioterapeuta intensivista. Mais que manusear aparelhos, o fisioterapeuta tem sido um profissional de suma importância na recuperação dos paciente”, explica o coordenador de Fisioterapia do HRBA, Jonas Rocha.
O profissional ressalta que, “com a realização de oxigenioterapia, ajustes de postura, exercícios respiratórios e acompanhamento contínuo de reabilitação motora são realizados para que o paciente não tenha mobilidade afetada após a alta”.
O HRBA conta com a atuação de 46 fisioterapeutas, sendo que 24 atuam diretamente nas UTIs. De 2012 a julho de 2020, o HRBA realizou um total de 811.602 sessões de fisioterapia.
Confecção de cápsulas de ventilação
A relevância do serviço de Fisioterapia do HRBA durante a pandemia foi notada fora da instituição. A unidade, gerenciada pela Pró-Saúde desde 2008, em parceria com a Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa), criou um modelo de cápsula para ser utilizada no auxílio do tratamento de pacientes com o novo coronavírus.
O método, idealizado pela coordenação de fisioterapia do HRBA – inspirado em modelos de outros hospitais do Brasil – apresentou resultado eficaz e foi disseminado em outros municípios.
A cápsula, utilizada em conjunto com o Bipap, aparelho de ventilação não invasiva, foi uma alternativa aos respiradores, e auxiliou no tratamento dos pacientes da Covid-19, proporcionando melhora nas trocas gasosas, alívio dos sintomas e minimizando a necessidade de intubação.
Referência em tratamento da Covid-19
Certificado pela Organização Nacional de Acreditação com o nível máximo de qualidade, a ONA 3 – Acreditado com Excelência e reconhecido como um dos dez melhores hospitais públicos do Brasil, o HRBA foi escolhido pelo Ministério da Saúde e Sespa, como hospital de referência para atendimento de casos graves da covid-19 na região Oeste do Pará.
“O serviço de Fisioterapia do Hospital Regional do Baixo Amazonas, unido aos outros profissionais de saúde, fez total diferença no enfrentamento desta pandemia. O HRBA também prestou assistência extramuros viabilizando treinamentos para os profissionais de outros municípios. Desta forma foi possível salvar mais vidas”, comemora o diretor Hospitalar, Hebert Moreschi.
Até a manhã desta terça-feira (08/09), o HRBA alcançou a marca de 180 pacientes recuperados após internação relacionada ao novo coronavírus.
Sobre a Pró-Saúde
A Pró-Saúde é uma entidade filantrópica que realiza a gestão de serviços de saúde e administração hospitalar há mais de 50 anos. Seu trabalho de inteligência visa a promoção da qualidade, humanização e sustentabilidade. Com 16 mil colaboradores e mais de 1 milhão de pacientes atendidos por mês, é uma das maiores do mercado em que atua no Brasil. Atualmente realiza a gestão de unidades de saúde presentes em 23 cidades de 12 Estados brasileiros — a maioria no âmbito do SUS (Sistema Único de Saúde). Atua amparada por seus princípios organizacionais, governança corporativa, política de integridade e valores cristãos.



Comunicação HRBA

Nenhum comentário