Últimas

A importância da fé e da espiritualidade na saúde da mente e do corpo

Este ano, o Círio de Nazaré, será diferente: sem mar de gente nas ruas saudando a santa padroeira dos paraenses

A pandemia causada pelo novo coronavírus forçou a adaptação das pessoas ao que é chamado de “novo normal”. Este ano, o Círio de Nazaré, uma das maiores manifestações religiosas do mundo, que ocorre em Belém (PA) desde 1793, será diferente: sem mar de gente nas ruas saudando a santa padroeira dos paraenses, Nossa Senhora de Nazaré.

O Círio é a maior expressão de fé do povo paraense, e em tempos incertos como este, a fé e a espiritualidade são grandes aliadas para o enfrentamento dos medos, segundo a psicóloga do Hapvida, Suellen Saraiva. “Nesta época de Círio de Nazaré, em Belém, um evento de fé tão grande e comovente, vemos a fé sendo renovada. E especificamente, o Círio deste ano é muito significativo, porque será de uma forma diferente para os paraenses, que terão que se adaptar.”

Mas a fé está realmente ligada à saúde mental do ser humano? A psicóloga paraense afirma que sim! A fé influencia na saúde e no desenvolvimento psicológico das pessoas. Suellen explica que como seres 'desejantes', há sempre um vazio muito grande na essência humana, a fé vem para alimentar esse vazio.

“O conceito de saúde, hoje, é mais integrado, entre mente e corpo. Por isso, mais do que nunca, se fala tanto em saúde mental. Atualmente, a Organização Mundial da Saúde considera o ser humano como biopsicossocial e espiritual, ou seja, entende a espiritualidade como parte fundamental e constituinte do ser humano. A fé, normalmente, traz sentimentos positivos como gratidão, esperança... principalmente neste momento difícil de pandemia, a fé ajuda a enfrentar desafios e a ser resilientes, acreditar que as coisas vão passar e que há sempre a possibilidade de uma vida melhor”, afirma Suellen.

Ainda, segundo a especialista, ter fé ajuda o ser humano a acreditar e a não desistir. “Independente do momento que a pessoa esteja vivendo, acreditar em algo ajuda a superar e a tirar aspectos positivos de aprendizado das situações difíceis. Por isso, a fé e a espiritualidade são tão importantes para o processo de saúde mental. A fé é instrumento da espiritualidade. Ter fé na vida é acreditar na vida, nas pessoas, e em nós mesmos”.

A psicóloga explica que fé e religiosidade são diferentes. “A fé e a espiritualidade são sentimentos e emoções positivas, a religiosidade é a forma que o ser humano encontra de expressar a fé. Então, independente da nomenclatura do poder superior, é importante nutrir a espiritualidade. A fé ajuda a equilibrar a ansiedade, o estresse, o nervosismo e os pensamentos negativos, e é por isso que a fé influencia sim na saúde, não só da mente, mas muitas vezes do corpo também”, finaliza.

 

Com Informações Portal Santarém e Erika Santos



Nenhum comentário