Últimas

Lavar máscaras à mão pode aumentar riscos de contaminação

Estudo aponta que a higienização manual de máscaras é pior do que aquela feita na máquina de lavar

A higienização de máscaras feita à mão pode apresentar riscos de contaminação pelo novo coronavírus. É o que aponta um estudo recente publicado em setembro de 2020 no jornal científico BMJ, que revisou uma pesquisa liderada em 2015 por Chandini Raina MacIntyre, professora da Universidade de New South Wales, na Austrália.

De acordo com o relatório, a melhor recomendação é lavar as máscaras de pano na máquina, em determinada temperatura, pois oferece mais segurança contra uma série de microrganismos. Entenda por que isso acontece:

Lavar máscara à mão aumenta risco de contaminação

Na pesquisa original, a infectologista buscou determinar a relação entre a lavagem de máscaras faciais de pano e o risco de infecção por agentes patogênicos. Para isso, foram selecionados alguns funcionários do hospital Thanh Nhan General, unidade de saúde do Vietnã onde a pesquisa foi conduzida durante três meses, em 2011.

Naquele período, máscaras de médicos do hospital foram analisadas após sua higienização - tanto as de pano (feitas de algodão e com duas camadas) quanto as cirúrgicas.

Para fazer a limpeza, os médicos tinham duas opções: lavar as máscaras à mão com sabão e água da torneira, e pendurá-las para secar em um espaço fornecido para profissionais de saúde; ou lavá-las na lavanderia do hospital em uma máquina automática com detergente e água quente.

A análise das máscaras feita pelos cientistas revelou que os itens higienizados nas máquinas mostrou mais segurança contra a contaminação por agentes infecciosos do que as máscaras lavadas à mão. Isso porque, muitas vezes, os acessórios higienizados de forma manual continuavam contaminados mesmo após a lavagem - o que não aconteceu no caso das máscaras lavadas na máquina.

Na revisão do estudo, os pesquisadores chegaram à conclusão de que a diferença parece estar na temperatura da água usada na limpeza. Enquanto muita gente utiliza água fria ou morna na lavagem manual, as máquinas podem fazer a higienização com água quente.

Como higienizar e manusear máscaras

Atualmente, a máscara caseira é uma alternativa de proteção para a população contra o novo coronavírus (SARS-CoV-2). Entretanto, o uso desse tipo de acessório não é recomendado para profissionais de saúde pela fragilidade do tecido. Neste caso, são utilizados outros tipos de equipamentos de proteção individual (EPIs), direcionados especificamente para ambientes hospitalares.

"O algodão não é um tecido adequado para a camada externa de uma máscara. Por ser absorvente, o material pode ficar úmido e representar um risco de contaminação se não for lavado diariamente ou se for lavado inadequadamente", dizem os pesquisadores no estudo.

Desse modo, para que a máscara de pano seja eficaz, é importante que ela tenha ao menos três camadas de tecido resistente à água, como recomenda a Organização Mundial de Saúde, e laços de amarração na parte de trás da cabeça - em vez de ser pendurada na orelha, aponta o estudo.

As máscaras também devem ser lavadas diariamente. "A lavagem de máscaras de pano recomendada é na temperatura entre 60°C e 90°C em qualquer situação em que são usadas", recomendam os pesquisadores, que também indicam o uso de água e sabão em pó para a higienização adequada dos itens.

Também é preciso cuidado na hora de manusear a máscara quando for usá-la, tomando as seguintes atitudes:

- Não tocar a máscara com as mãos não higienizadas

- Não utilizar a máscara frouxa

- Não deixar o nariz descoberto

- Não deixar o queixo descoberto

- Não abaixar desnecessariamente a máscara quando estiver com o acessório no rosto


Com Informações Minha Vida

 

 

 

 

Nenhum comentário