Últimas

Sesp divulga esquema de segurança para eleições municipais deste ano

 

Mais de 5.400 agentes de segurança entre eles policiais civis, militares e bombeiros estarão empenhados nos esquema especial de segurança montado pela Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (Sesp) para as eleições municipais deste ano. A operação “Eleições 2020” foi divulgada durante coletiva de imprensa, nesta quarta-feira (11), em Vitória.

Entre as novidades deste ano está a ampliação do Disque Denúncia -181 - que poderá receber denúncias anônimas de crimes eleitorais no Espírito Santo por meio de um ícone exclusivo criado para essa finalidade, e a elaboração do Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) confeccionado pela Polícia Militar.

"Em nosso Governo prezamos pela integração, que é fundamental em um momento tão importante como esse, de eleição. Temos que garantir os direitos dos cidadãos de exercerem a democracia de forma plena, com o voto. Esperamos que corra tudo bem e que haja um pleito tranquilo", afirmou o secretário de Estado de Segurança Pública e Defesa Social, Alexandre Ramalho.

O efetivo será empregado no primeiro e no segundo turno, respectivamente, nos dias 15 e 29 de novembro. O esquema funcionará a partir das 7 horas até o final da apuração dos votos e, este ano, em razão da pandemia do novo Coronavírus (Covid-19), as pessoas com mais de 60 anos consideradas grupo de risco terão horário de votação especial entre às 7horas e 10 horas.

Ao todo, serão 1.727 locais de votação, 7.433 Seções Eleitorais e 50 Cartórios Eleitorais e quase 2,9 milhões de eleitores no Estado. Será montado o Centro Integrado de Comando e Controle (Ceic) que estará ligado ao Centro Integrado de Comando e Controle Nacional (CICCN), em Brasília, e ao Núcleo de Combate aos Crimes e Corrupção Eleitoral (Nucoe) do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-ES).

 

Polícia Civil

Ao todo, 332 policiais civis distribuídos em 130 viaturas trabalharão exclusivamente para atender às demandas das eleições. A delegada-geral adjunta da Polícia Civil, Denise Pereira,  explica que a atuação da PC ocorre nos 71 municípios do Espírito Santo onde não há órgão da Polícia Federal. “Haverá pelo menos dois policiais civis nas unidades da Polícia Civil em todo o Estado à disposição para atender os crimes eleitorais. Nos casos dos municípios que não possuem sede física, os policiais estarão disponíveis em locais indicados pelo TRE.  Além disso, dois policiais civis atuarão  na sede do TRE, em Vitória, no dia das eleições. Já as ocorrências de crimes não relacionados à Justiça Eleitoral serão encaminhadas ao plantão da Delegacia Regional da área correspondente”, informou.

Nos municípios de Vitória, Vila Velha, Serra, Cariacica, Viana, São Mateus e em Cachoeiro de Itapemirim a Polícia Federal irá atuar nos casos de crimes eleitorais, tais como: boca de urna, compra de voto, transporte irregular de eleitores, derrame ou chuva de santinhos e coação ou ameaça.

 

Ampliação do Disque-Denúncia - 181

Para usar a nova ferramenta, o cidadão acessa o site https://disquedenuncia181.es.gov.br/, e logo abaixo do ícone de corrupção, ele encontrará o item “Crime Eleitoral”, ilustrado com a imagem de uma urna.

Fazer a denúncia é fácil e rápido. Basta seguir o passo a passo intuitivo e concluir o envio da informação. Os analistas do Disque Denúncia recebem e repassam aos órgãos responsáveis por apurar a prática, sejam eles municipais, estaduais ou federais.

Toda a equipe estará empenhada no próximo dia 15 de novembro, no horário de votação. Essa é a primeira vez que o portal disponibiliza o canal exclusivo para esse tipo de denúncia. As informações estarão integradas com o Centro Integrado de Comando e Controle Estadual (CICC-E), que já está em início de atividade na Sesp.

O ícone estará ativo até a data da posse dos eleitos, em janeiro de 2021.

 

 Governo do ES

Nenhum comentário