Últimas

Aparelho transforma TV em smart; veja se vale

Dispositivo traz sistema Android, controle remoto e assistente de voz integrada

O Mi TV Stick é um dongle da Xiaomi à venda no Brasil que promete transformar 'qualquer' TV em smart. Com formato de modem 4G, o dispositivo é uma alternativa a rivais como Fire TV Stick Lite, da Amazon, Roku Express e Chromecast 3 – além do Chromecast com Google TV, que ainda não chegou oficialmente ao Brasil. O produto tem como destaques a presença de um controle remoto e sistema operacional próprio, o que permite maior independência do smartphone. No entanto, o Mi TV Stick conta com apenas 1 GB de RAM, quantidade que fica aquém de alguns rivais no mercado.

O dispositivo da Xiaomi está disponível no site da fabricante por R$ 499,99, mas é possível encontrá-lo por menos no varejo nacional. É importante ressaltar que há diversas ofertas de versões importadas do Mi TV Stick, ou seja, sem homologação da Anatel e, consequentemente, sem garantia no país. Veja a seguir os pontos positivos e negativos do media center chinês à venda no mercado brasileiro.


PONTOS POSITIVOS

Grande oferta de apps no sistema
O Mi TV Stick roda sistema Android TV, do Google, que dá acesso à Play Store com milhares de aplicativos. Embora a loja não seja tão farta quanto para celulares, o usuário pode encontrar com facilidade os principais apps de streaming, incluindo Netflix, Amazon Prime Video, Globoplay, YouTube, HBO Go, Telecine Play, entre outros.

Além disso, é possível baixar diversos apps de produtividade, desde gerenciadores de arquivos que ajudam a organizar arquivos pessoais na memória interna de 8 GB, até apps para apresentações, karaokê e jogos. Além disso, existe a possibilidade de instalar softwares como o Plex, que dão liberdade total para o usuário criar um media center com filmes e séries do acervo pessoal.


Chromecast integrado
Assim como outros aparelhos com Android TV, o Mi TV Stick vem com função Chromecast integrada. Dessa maneira, é possível utilizar um aplicativo baixado diretamente no dispositivo ou usar o celular para transmitir um conteúdo compatível. O recurso é útil principalmente para usar apps que não têm versão própria para TV, por exemplo.

A função Chromecast também permite espelhar a tela inteira do celular ou do computador com Google Chrome instalado. Dessa maneira, é possível mostrar na tela grande o conteúdo de apps que não trazem o botão de transmissão, como Facebook, Instagram e WhatsApp.

Mi TV Stick vem com função Chromecast para receber conteúdo do celular — Foto: Divulgação/Xiaomi

Assistente de voz
O Mi TV Stick traz Google Assistente para fazer buscas de conteúdo e abrir aplicativos usando a voz. Ao pressionar o botão no controle remoto, o usuário pode falar em voz alta perto do microfone embutido para solicitar a reprodução de uma playlist no Spotify ou de um vídeo específico no YouTube, por exemplo. Também é possível fazer buscas de conteúdo por tema ou gênero, além de realizar perguntas genéricas como a temperatura do dia, informações históricas e mais curiosidades.


PONTOS NEGATIVOS

Preço alto frente a rivais
A versatilidade do Mi TV Stick vem com um preço mais no Brasil – pelo menos frente aos rivais. São R$ 499,99 na loja oficial da marca, R$ 300 acima de ofertas mais em conta do Roku Express e cerca de R$ 150 frente ao Chormecast 3, por exemplo. Até mesmo o mais recente Fire TV Stick Lite com Alexa integrada sai mais barato, custando a partir de R$ 331,55 no site da empresa.

Pouca memória RAM
Outra desvantagem do Mi TV Stick é a memória RAM de apenas 1 GB. Essa quantidade é capaz de rodar o Android, mas pode apresentar dificuldade em certos cenários, como na alternância entre aplicativos. A limitação de hardware tende a ficar evidente principalmente ao acessar apps e perceber que eles precisam recarregar do zero mesmo que tenham sido recentemente abertos, o que pode prejudicar a experiência de uso.

A diferença de desempenho, no entanto, tende a ser mais perceptível apenas quando comparado a media centers mais caros, como a Apple TV e o novo Chromecast com Google TV, que ainda não chegou ao mercado brasileiro. Dois rivais diretos no Brasil devem ter desempenho semelhante: Fire TV Stick Lite, com 1 GB de RAM, e o Roku Express, que oferece apenas 512 MB.


Via Xiaomi

Nenhum comentário