Últimas

Idaf e Polícia Ambiental interrompem desmatamento irregular em Santa Maria de Jetibá

Equipes do Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo (Idaf) e da Polícia Militar Ambiental interromperam, nessa terça-feira (05), um desmatamento ilegal que estava sendo realizado na localidade de Santa Luzia, em Santa Maria de Jetibá. Uma área de cerca de cinco mil metros quadrados de vegetação nativa, em estágio médio de regeneração, foi desmatada.

De acordo com o técnico do Idaf Marco Henrique Demuner, que participou da operação, o flagrante foi possível em função da rotina de fiscalização do órgão. “É possível que o prejuízo ambiental fosse ainda maior, visto que a propriedade possui em torno de dez hectares de vegetação nativa. Por isso, a presença constante do Instituto e o apoio da Polícia Ambiental são fundamentais na proteção das florestas”, disse.

A área foi embargada para recuperação da vegetação. O proprietário foi autuado e, com o operador da escavadeira, foi conduzido à delegacia para prestar esclarecimento por se tratar de crime ambiental.

 

Supressão de vegetação

Segundo o gerente de Licenciamento e Controle Florestal do Idaf, Fabricio Zanzarini, a supressão de vegetação nativa depende de autorização do órgão de controle, que, no Espírito Santo, é o Idaf. “A avaliação prévia visa evitar que sejam desmatadas, por exemplo, Áreas de Preservação Permanente (APPs) e Reserva Legal, além de garantir o cumprimento das regras legais para utilização sustentável dos recursos naturais e uso alternativo do solo para algumas situações e determinar a necessidade de compensações ambientais”, explicou Zanzarini.

 


Assessoria de Comunicação do Idaf

 



Nenhum comentário