Últimas

Consumo excessivo de carne vermelha pode favorecer o câncer de próstata


O câncer de próstata é a segunda maior causa de morte por câncer entre os homens, Segundo o Instituto Nacional de Câncer (Inca), ficando atrás apenas do câncer de pulmão.

Ainda de acordo com o instituto, um em cada nove homens será diagnosticado com câncer de próstata durante sua vida. A média ainda revela que entre 2020 até 2022, sejam diagnosticados 65.840 novos casos de câncer de próstata no Brasil.

Visto esta realidade alarmante, buscar soluções preventivas, mesmo que a condição seja denominada em muitos casos como idiopática, sem dúvidas, é a melhor estratégia para não integrar esta probabilidade; e para isso, a alimentação pode ser uma grande alternativa.
Alimentação X Câncer de próstata

Vários estudos indicam a alimentação como fator culminante para o câncer de próstata, tanto referente à ingestão de determinados nutrientes para a prevenção, como também, a redução do consumo de outros, a fim de evitar um cometimento mais agressivo.

O consumo de determinados alimentos pode aumentar os riscos do desenvolvimento do câncer de próstata.

A carne vermelha, por exemplo, possui uma quantidade elevada de ferro heme, nutriente essencial ao corpo, mas que em excesso pode ter efeito tóxico sobre as células.

Estudos ainda evidenciam maior risco para produtos defumados e carnes submetidas a altas temperaturas, como as comumente usadas em churrasco.

De acordo com especialistas, o mais recomendado é que o consumo seja controlado, integrando apenas 500 gramas de carne durante toda a semana. O método de cozimento também é o mais recomendado para o consumo saudável.

Outros alimentos como leite de vaca, industrializados e carboidratos, também são considerados favoráveis ao aumento da incidência de câncer de próstata.

Alimentos de previnem câncer de próstata



Os alimentos que possuem alta quantidade de licopeno são extremamente eficientes na prevenção do câncer de próstata. Isso porque este antioxidante tem capacidade de sequestrar o oxigênio singlet, uma molécula altamente reativa capaz de ocasionar enormes danos celulares.

Quando alimentos com licopeno são ingeridos, eles podem se acumular na próstata impedindo a proliferação de vasos e capilares que nutrem as células doentes, resultando em um decréscimo de células tumorais nessa região.

Entre os alimentos fontes de licopeno, destaque para:
Tomate
Goiaba vermelha
Melancia
Beterraba
Pimentão

Além da alimentação, a prevenção do câncer de próstata deve ser reforçada, por meio do acompanhamento regular com médico urologista, a partir dos 50 anos.

Também é preciso manter uma rotina saudável com a prática de atividades físicas, manter o peso adequado à altura, além de reduzir o consumo de álcool e tabaco.

Ainda de acordo com especialistas, essas mudanças de hábitos, seja no consumo dos alimentos, como também na integração de atividades saudáveis à rotina não vão impedir o surgimento da doença, porém, ajudam a diminuir os riscos de adquiri-la.

Em casos de suspeita de câncer de próstata, o diagnóstico precoce pode ser estratégico para evitar agravações, portanto, o ideal é sempre buscar uma avaliação médica.


NotíciasConcursos

Nenhum comentário