Últimas

Manaus terá projeto para vacinar maiores de 50 anos ainda em fevereiro


O Ministério da Saúde pretende colocar em prática, em Manaus, capital do Amazonas, um projeto-piloto para acelerar vacinação no Estado para pessoas a partir de 50 anos de idade. O projeto contará com apoio do Exército e devem ser aproveitados, além de postos de saúde, os locais de votação da última eleição para imunizar a população.

Segundo o ministério, a ideia é que as pessoas procurem seu local de votação para tomar a vacina, a fim de desafogar os postos de saúde e evitar aglomerações. O projeto será implementado a partir do dia 22 de fevereiro, com o Exército operando de forma semelhante ao período eleitoral.

A instituição realizará a distribuição dos imunizantes, e vai ser responsável pela segurança e a montagem dos pontos de vacinação por colégio eleitoral, em todo o Estado. Para ser vacinado, basta apresentar um documento com foto ou CNS (Cartão Nacional de Saúde).

O Ministério da Saúde aguarda a chegada de novas doses da vacina contra o coronavírus, para, logo em sequência, distribuir o imunizante para os Estados. A expectativa é que o novo lote chegue no dia 22 de fevereiro, data prevista para implementação do projeto-piloto em Manaus.

O ministro Eduardo Pazuello defendeu a vacinação em massa da população e prometeu que as doses direcionadas ao Amazonas não vão comprometer distribuição para outros Estados.

“Temos que fazer a vacinação em massa e, nesse primeiro momento, vamos vacinar as pessoas a partir de 50 anos de idade. Vamos antecipar as vacinas para o Amazonas, sem tirar nada dos outros estados”, explicou o ministro.

De acordo com o Ministério da Saúde, o Brasil tem, atualmente, 354 milhões de doses de vacinas garantidas para 2021 por meio dos acordos com a Fiocruz (212,4 milhões de doses), Butantan (100 milhões de doses) e Covax Facility (42,5 milhões de doses).



Portal R7

Nenhum comentário