_______________________________________________________________________________________________________________________________________________________

Últimas

Centro de Apoio Alimentar começa a funcionar na segunda-feira, 29, para atender às pessoas carentes de BSF


A Prefeitura de Barra de São Francisco está implantando, em galpão da Igreja Presbiteriana de Barra de São Francisco, na rua Gumercindo Farias, um Centro de Apoio Alimentar a pessoas carentes. O serviço estará funcionando a partir desta segunda-feira, 29, fornecendo uma refeição (almoço) a a todas as pessoas carentes, principalmente às famílias cadastradas na Secretaria Municipal da Mulher, Habitação e Assistência Social enquanto durar a pandemia da Covid-19

De acordo com o prefeito Enivaldo dos Anjos (PSD), a intenção é proporcionar segurança alimentar às famílias durante o período crítico que o município, o Estado e o país estão vivendo por causa da Covid-19.

Nome do Centro de Apoio Alimentar vai homenagear dona Jesuína Destefani (Foto: Facebook)

“No início da próxima semana estaremos enviando um projeto de lei à Câmara Municipal, propondo que o centro se denominado Jesuína Destefani, em homenagem a dona Jesuína Destefani, que faleceu vítima da Covid-19 recentemente. A homenagem faz justiça ao trabalho que ela sempre desenvolveu na comunidade católica de Barra de São Francisco, cuidando do auxílio às pessoas mais carentes da cidade”, observa o prefeito.

Ainda segundo Enivaldo dos Anjos, a princípio será oferecida uma refeição reforçada, no meio do dia, para todas as pessoas carentes que comparecerem ao local, mas dependendo da demanda será oferecida uma segunda refeição, ao final do dia.

O Centro de Atenção Alimentar fica localizado estrategicamente no chamado Morro da Telest, na subida para o bairro Colina, que abriga o maior número de pessoas carentes de Barra de São Francisco, mas todos os cidadãos e cidadãs necessitados, poderão procurar o serviço a partir desta segunda-feira, 29.

“Queremos agradecer à Igreja Presbiteriana, que cedeu o espaço gratuitamente para essa obra social que muito irá ajudar aquelas pessoas sem condições financeiras nesse momento tão difícil, onde já perdemos quase 100 vidas por causa da doença. Continuamos pedindo a todos, encarecidamente, que cumpram as medidas de proteção, como uso de máscara, álcool gel, higiene constante das mãos e que mantenham o isolamento social”, finalizou. 


Tribuna Norte Leste