Últimas

Cesan e EDP não vão cortar água e luz de quem não pagar conta nos próximos dias no ES


Usuários do sistema de água da Companhia Espírito Santense de Saneamento (Cesan) não terão corte no abastecimento, caso haja atraso na conta. A medida também foi adotada pela EDP.

A medida da Cesan vale por 30 dias e foi anunciada, na tarde desta sexta-feira (29), pelo governador Renato Casagrande. 36 mil famílias que estão cadastradas na tarifa social e os 71 mil estabelecimentos da tarifa comercial serão beneficiadas.

De acordo com a EDP, no período da vigência do decreto estadual, a luz de quem não efetuar o pagamento não será desligada. Apesar da suspensão do corte de energia, a EDP reforçou a importância para que os clientes continuem pagando as contas normalmente, já que o consumo de energia continuará sendo cobrado nesse período, evitando acúmulo de valores em débito. Por isso, torna-se ainda mais necessário o consumo consciente e racional da energia.

A concessionária orientou que os clientes busquem ferramentas virtuais de pagamentos, que contribuem para que não precise sair de casa, como o débito automático e internet banking. O cadastro da fatura de energia no débito automático pode ser feito a qualquer momento pelo EDP Online ou diretamente pela instituição bancária.

Perdão das dívidas
A decisão é válida para as contas referentes ao que for consumido entre 17 de março e 18 de abril. Não serão cobrados juros e nem multas dos consumidores. Os valores poderão ser parcelados em até 24 vezes, com entrada de 5% e parcela mínima de R$ 30,00.

Vencimento das contas
As contas que vencerem entre os dias 18 de março e 4 de abril poderão ser pagas também sem juros até o dia 09 de abril.

Contas de março
O valor referente ao que for consumido neste mês pode ser prorrogado por 30 dias ou parcelado em 6 vezes, sem multa e sem juros.

Débito de quatro ou mais faturas
De acordo com a Cesan, neste período do decreto, os consumidores que tiverem quatro ou mais faturas atrasadas, poderão negociar as dívidas, porém, é importante que ele manifeste o interesse.

O valor poderá ser parcelado também em até 24x, com entrada de 5%, e parcela mínima é de R$ 30,00.

Os interessados devem ligar para a Cesan no telefone 115.

O decreto
O decreto estadual de 17 de março determinou o fechamento total do comércio e de outras atividades. No entanto, nesta quinta-feira (25), em um novo pronunciamento, o governador anunciou que outros serviços como bancos, lotéricas, lojas de material de construção e de serviços automotivos, por exemplo, passam a fazer parte da lista de atividades não essenciais e, por isso, não poderão funcionar até o dia 4 de abril, domingo de Páscoa.


Folha Vitória