Últimas

ES inicia vacinação contra a Covid-19 de idosos de 75 a 79 anos


O Governo do Espírito Santo deu início, nesta quinta-feira (11), à vacinação contra o novo Coronavírus (Covid-19) de idosos de 75 a 79 anos. A abertura da Campanha de Vacinação Estadual contra Covid-19 para este público ocorreu em evento simbólico realizado no auditório da Unidade de Saúde de Vila Bethânia, em Viana, com as presenças do governador Renato Casagrande e do secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes.

O Estado fará o envio de imunizantes aos municípios com o quantitativo de 15% da D1 para a vacinação de idosos de 75 a 79 anos (66.902 de população total).

“Vacinar é importantíssimo, então vacine-se. Infelizmente temos poucas vacinas, por isso neste momento se proteja. Se recebermos mais vacinas, podemos vacinar todos e iniciar a faixa etária acima dos 70 anos. As vacinas chegam aos poucos, mas estamos nos esforçando para chegar às pessoas, para que possamos imunizar e impedir o crescimento da circulação do vírus”, lembrou o governador.

Casagrande destacou que o Espírito Santo vem criando novos leitos de UTI e Enfermaria para atendimento a pacientes com Covid-19 desde o início da pandemia, contudo, a taxa de ocupação de leitos e o número de óbitos estão crescendo. “Se não conseguirmos conter essa nova onda de infecções com medidas de distanciamento social, como o uso de máscara e evitando aglomerações, talvez tenhamos que aumentar as restrições comerciais e sociais. Não é o que queremos. Estamos vendo isso acontecer em outros 20 estados, porém, seguimos aqui sob controle”, alertou.

O secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes, comemorou o avanço na vacinação dos grupos prioritários. “Momentos como os de hoje são passos sólidos que estamos dando no avanço da imunização contra a doença no Espírito Santo. Temos uma velocidade muito rápida em receber as vacinas e logo distribuir para a população”, salientou.

Nésio Fernandes citou que o Governo do Espírito Santo se preparou, mas encontra o desafio de novas doses serem disponibilizadas e que para isso, busca materializar a compra de imunizantes pelo Estado. “Estamos buscando materializar a compra de novos imunizantes para que consigamos avançar mais rapidamente na imunização da população”, disse.

Depoimentos
A manhã na Unidade de Saúde de Vila Bethânia tinha um ar diferente. De esperança, felicidade e ansiedade com a chegada das doses para aqueles que as aguardavam. A idosa Lindalva Miranda dos Santos, de 76 anos, a primeira a ser vacinada em Viana, já tem planos para o futuro. “Devido ao isolamento social, acabei ficando mais distante da minha irmã. Mas, depois que estiver totalmente imunizada, quero poder visitá-la e matar essa saudade”, relatou.

“Eu quase não dormi essa noite esperando para este momento. Ontem o agente de saúde foi à minha casa para informar sobre a vacina e não me contive, saí ligando para toda família”, disse Maria de Lourdes Fernandes, de 75 anos. A ansiedade foi tanta que a senhora foi uma das primeiras a chegar à Unidade nesta manhã.

Sentimento também compartilhado por Joselino Pereira, de 75 anos, que recebeu também a primeira dose da vacina do Instituto Butantan. “Fiquei muito feliz quando fui comunicado que seria vacinado hoje. Quero poder voltar a visitar meus amigos e resolver minhas coisas. Essa vacina vai nos trazer liberdade!”, falou.

A volta à rotina e aos afazeres de antes também é destaque na fala da Cláudia Furlani, de 76 anos: “Espero que todos possam ser vacinados logo e que a nossa rotina volte ao normal. É muito importante estarmos aqui hoje sendo vacinados. Estamos nos protegendo e cuidando do próximo.” 

Mais de 50 mil doses entregues nesta semana
Nesta última quarta-feira (10), o Espírito Santo recebeu 50.200 mil doses de CoronaVac (Sinovac/Butantan). Além do envio de imunizantes aos municípios com o quantitativo de 15% da D1 para iniciar a vacinação de idosos de 75 a 79 anos (66.902 de população total); serão encaminhadas doses para completar 100% da D1 de idosos de 80 a 84 anos (atual cobertura de 81%); doses para completar 100% da D2 de idosos de 90 anos ou mais; e 3% de D1 para trabalhadores da saúde, totalizando 94% de cobertura.


Governo ES