Últimas

Iema desenvolve trabalho conjunto com o Ministério do Meio Ambiente para gestão da qualidade do ar


O Instituto Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Iema), por meio da Coordenade Qualidade do Ar, Áreas Contaminadas e Informações Ambientais (CQAI), está trabalhando em conjunto com o Ministério do Meio Ambiente (MMA) para auxiliar tecnicamente o órgão federal nas ações de gestão de qualidade do ar em todo o País. Entre as atividades desenvolvidas, estão o fornecimento de expertise técnica da CQAI e o uso da estrutura das estações do Iema para desenvolvimento de um curso para operação de estações de monitoramento de qualidade do ar.

“O modelo adotado pelo Estado do Espírito Santo na gestão da qualidade do ar possibilitou a implantação e operação de rede própria de monitoramento, especialmente nos locais de maior densidade de atividades industriais, residenciais e comerciais, como é a realidade da Região da Grande Vitória. Atualmente, o Estado está entre as poucas Unidades Federativas que mantêm este tipo de monitoramento”, destaca o coordenador da CQAI, Alex Barcellos Vieira.

Com a parceria com o Iema, o Ministério do Meio Ambiente está buscando promover ações para a melhoria da gestão e da qualidade do ar no País. Uma delas é a implantação da Rede Nacional de Monitoramento, que visa a prover estações de monitoramento de qualidade do ar aos estados que ainda não realizam este tipo de acompanhamento.

O MMA também está desenvolvendo o Sistema Nacional de Monitoramento da Qualidade do Ar, o MonitorAr, no qual o Espírito Santo é o estado-piloto. O sistema ainda está em fase de homologação, mas já conta com a integração dos dados das estações do Iema e em breve passará a receber e a divulgar de forma integrada os dados do monitoramento da qualidade do ar de todas as Unidades Federativas. 

Além disso, devido à experiência na operação e manutenção da Rede Automática de Monitoramento da Qualidade do Ar (RAMQAr) da Região da Grande Vitória, o Iema vem fornecendo auxílio técnico para o desenvolvimento de material didático para a elaboração de um curso na modalidade ensino distância (EAD) em gestão da qualidade do ar. A capacitação será voltada para os técnicos dos órgãos ambientais que ainda não têm conhecimento na área e será oferecido pelo MMA.

“O MMA solicitou o apoio ao Iema para a realização das filmagens externas que irão compor as videoaulas do EAD, com a realização de demonstração dos procedimentos para operação, calibração e manutenção dos equipamentos de medição automática de MP10, MP2,5, CO, SO2, O3 e NO2, além do fornecimento informações sobre como é realizada a gestão de qualidade da operação e manutenção da rede”, destaca a gerente de projeto do Departamento de Gestão de Qualidade do Ar e das Águas (DQAA) do Ministério, Vanessa Cezario Felix. 

Outra iniciativa decorrente desta parceria foi a realização de reunião com os técnicos do MMA para transferência de conhecimento sobre o posicionamento de estações de monitoramento da qualidade do ar. Na ocasião, o técnico da CQAI, Douglas Rios Lougon, apresentou as experiências e tratativas realizadas na Rede Automática de Monitoramento da Qualidade do Ar da Região da Grande Vitória (RAMQAr-RGV) para o posicionamento das estações de monitoramento.


Governo ES