Últimas

Nenhum idoso de 80 a 89 anos morreu no ES após 28 dias da aplicação da vacina


Nenhum idoso de 80 a 89 anos morreu no Espírito Santo após 28 dias da aplicação da vacina. A informação foi dada pelo secretário estadual de Saúde, Nésio Fernandes, pelas redes sociais.

Considerando a faixa etária de 80 a 89 anos, que antes da vacinação tinha uma mortalidade de 23,5%, essa taxa chega a zero após 28 dias da vacinação.

De acordo com o secretário, nessa faixa etária, foram registradas 17 mortes entre os vacinados, o que representa uma mortalidade de 1,96%.

Considerando os vacinados com mais de 14 dias, a mortalidade cai ainda mais: foram cinco mortes, um percentual de 0,57%.

Se o prazo aumenta para 28 dias, a mortalidade dessa faixa etária chega a zero. Isso significa que nenhuma pessoa de 80 a 89 anos que pegou coronavírus morreu após os 28 dias de vacinado.

Considerando os idosos com mais de 90 anos, a mortalidade ao longo da pandemia foi de 34,5%. Conforme avançava a vacinação, esse percentual foi diminuindo, chegando a 1,99% após 28 dias da primeira dose.

Entre todos os vacinados, a taxa de mortalidade foi de 14,43%. Considerando os vacinados após 14 dias da aplicação da vacina, essa taxa cai ainda mais, para 4,98%. Ou seja: dos 201 vacinados, 10 morreram.

Já se for considerado um período maior, de 28 dias, ainda menos pessoas morreram: foram quatro mortos, uma taxa de 1,99%. Desses, dois já tinham tomado a segunda dose.

Após a chegada do último lote de doses, o estado começou nesta segunda-feira (22) a vacinação para idosos de 70 a 74 anos.


G1