Últimas

Redução hormonal está associada a incontrolável vontade de comer doce em mulheres

 

O organismo é extremamente sensível às mudanças e pode apresentar isso, através de pequenos sinais, como por exemplo, a vontade de comer doce.

Esse desejo quase incontrolado de ingerir produtos a base de açúcar nem sempre é um simples capricho. Nas mulheres, quando aparece de forma excessiva pode estar ligado ao processo de redução hormonal.

Durante a Tensão Pré-Menstrual (TPM) e após a Menopausa, há um declínio na produção de estrógeno e progesterona no organismo da mulher. Devido esta redução hormonal, algumas alterações nos neurotransmissores acabam surtindo.

O organismo por sua vez, tenta compensar essas mudanças buscando novas compensações e os alimentos doces acabam suprindo esta “necessidade”. Eles agem diretamente na produção desses neurotransmissores, como por exemplo, da serotonina, hormônio que estimula a sensação de prazer.

Apesar dessa sensação de prazer e bem estar proporcionada pela ingestão de doce, vale destacar que ela é momentânea. Já as consequências do consumo exagerado de açúcar não, podendo inclusive ocasionar diversos danos prejudiciais à saúde como o risco de desenvolvimento de diabetes, colesterol alto, hipertensão e até obesidade.

O que fazer para aliviar a vontade de comer doce na TPM e Menopausa?

Comer um doce de vez em quando, não irá colocar a dieta a perder ou trazer graves problemas de saúde. O consumo equilibrado sempre será a melhor forma de nutrir o organismo e satisfazer alguns prazeres momentâneos. O grande problema dos doces é a ingestão descontrolada.

Diante disto, realizar algumas “trocas saudáveis” no dia a dia, a fim de reduzir o consumo de doce pode ser a melhor estratégia para aliviar esta sensação bem recorrente na TPM e Menopausa.

Para isso, já existem os chamados doces funcionais. A disposição desses alimentos já está cada vez mais acessível e pode ser a solução, quando a vontade de açúcar apertar.

Estes produtos são chamados de funcionais, visto que contam com vantagens para a saúde, mesmo contendo algum tipo de açúcar, que não seja o branco, é claro.

Geralmente são utilizados adoçantes naturais, como o demerara. Além disso, o processo de fabricação acaba sendo mais artesanal, sem adição de muitos produtos químicos e conservantes.

Também são priorizados ingredientes naturais, a fim de que cada nutriente seja aproveitado na receita, entre cereais integrais, sementes, frutas e farinhas de oleaginosas.

Na internet há inúmeras receitas de doces funcionais, assim como já há prateleiras específicas para esses doces no mercado. Outro jeito de garantir esses docinhos funcionais na alimentação é através de um cardápio elaborado por um profissional de nutrição.

Apesar de serem funcionais, o consumo dessas alternativas de doces também deve ser moderado, já que até alimentos saudáveis em excesso podem resultar em desiquilíbrios orgânicos.

Outros alimentos que estimulam a serotonina também podem ser integrados à alimentação quando surge a vontade de comer doce. Banana, castanhas e leite semidesnatado são exemplos de fontes de serotonina.

Ademais, buscar um auxílio de um especialista, seja um nutrólogo, nutricionista ou endócrino também pode garantir novas alternativas na hora de driblar a vontade incontrolável e consumo exagerado de doce.


NotíciasConcursos