Últimas

ES recebe 84.350 novas doses de vacina e idosos de 60 a 64 anos serão vacinados

O Espírito Santo recebeu, no final da tarde dessa quinta-feira (08), a décima segunda remessa com 84.350 doses para dar continuidade à vacinação contra o novo Coronavírus (Covid-19). Foram recebidas 46.750 mil doses da Covishield (Oxford/Fiocruz) e 37.600 mil doses da Coronavac (Sinovac/Butantan).

Carregamento com novas doses dos imunizantes chegou ao ES na tarde de ontem, 08/04

O Estado fará o envio aos municípios do quantitativo para iniciar a vacinação do público de 60 a 64 anos, com o envio de 30% de doses da D1 para este público. Ainda para D1, serão encaminhadas doses para os grupos de Forças de Segurança e Salvamento e trabalhadores da saúde.

Além disso, serão encaminhadas aos municípios doses para complementar a D2 dos trabalhadores da saúde, dos idosos de 70 a 79 anos e dos idosos de 70 a 74 anos.

As doses foram encaminhadas à Central Estadual de Rede de Frio para cadastramento. A previsão é de que a distribuição aos municípios da Região Metropolitana ocorra a partir desta sexta-feira (09), bem como o envio às regionais de saúde Norte, Sul e Central.

Espírito Santo é o quarto estado que mais aplicou vacina contra a Covid-19 no Brasil
Até o final da tarde desta quinta-feira (08), o Espírito Santo ocupava a quarta colocação entre os estados que mais aplicaram doses da vacina contra o novo Coronavírus (Covid-19) no País, com 76,3% de doses encaminhadas aos municípios já aplicadas na população-alvo.

Os dados da Rede Nacional de Dados em Saúde do Ministério da Saúde apontam que, das 729.965 doses distribuídas aos 78 municípios capixabas, já haviam sido aplicadas 560.458 doses.

Como funciona o caminho das doses até os municípios
Com a chegada de uma nova remessa de doses de vacinas contra a Covid-19 no Espírito Santo, a Central Estadual de Rede de Frio realiza a entrega às regionais de saúde e aos municípios da região Metropolitana em até 48 horas.

De acordo com a coordenadora do Programa Estadual de Imunizações e Vigilância das Doenças Imunopreveníveis, Danielle Grillo, os estados recebem doses de forma proporcional à sua estimativa populacional do grupo prioritário. O horário de chegada dessas doses, assim como o quantitativo da remessa é passado aos estados horas antes.

“A partir do momento que nos é confirmado o quantitativo de doses que receberemos referentes àquela estimativa, precisamos nos organizar também para fazer a estimativa populacional deste grupo em cada cidade, e assim, definir quantas doses cada município irá receber”, explicou Danielle Grillo.

Entre o processo de detalhamento da população, do cadastro das doses no sistema, a separação para cada município e o envio, o Estado tem realizado todo esse processo em menos de 48 horas.

“A equipe trabalha para otimizar o processo de distribuição das doses. Com a definição tripartite de incorporar todas as doses recebidas nas pautas 8, 9 e 10 como primeiras doses, foi possível ampliar a vacinação dos grupos prioritários, principalmente, decrescer a faixa etária dos idosos”, informou a coordenadora do Programa Estadual de Imunizações e Vigilância das Doenças Imunopreveníveis.

Assessoria de Comunicação da Sesa