Últimas

Após morte de adolescente, moradores entram em confronto com a PM em Vitória


Um confronto entre policiais militares e suspeitos resultou na morte de um adolescente na noite desta quinta-feira (24), no bairro Bonfim, em Vitória. Na manhã desta sexta (25), moradores do local protestaram e quebraram um ônibus do sistema Transcol.

Todos os vidros de um coletivo ficaram quebrados e a frente foi danificada. Até o extintor do ônibus foi utilizado na depredação. Três passageiros que estavam no interior do veículo precisaram sair às pressas.

O adolescente morto foi identificado como Danilo Cândida, de 17 anos. Ele morreu na Escadaria dos Trabalhadores, muito conhecida no bairro, durante uma ação dos policiais da Companhia Independente de Missões Especiais (CIMEsp).

Segundo a polícia, os militares estiveram no local após denúncia de que ali havia homens armados. Chegando no morro, eles foram recebidos a tiros por três indivíduos.

Ainda de acordo com a polícia, Danilo acabou atingido na troca de tiros e, próximo a ele, foi encontrada uma arma e uma bolsa com munição, além de dinheiro e um celular. Ele morreu ao ser socorrido para um hospital em Vitória.

Para a Polícia Militar, o adolescente participou do confronto, mas a família está revoltada e afirma que Danilo não estava na troca de tiros.


Vídeos registrados por populares mostram a confusão no morro depois que o adolescente foi baleado. Um deles mostra o rapaz caindo no chão, ferido, e depois sendo socorrido em uma viatura.

Danilo era um dos mais novos dos oito filhos de Beatriz Cândida. A dona de casa participava da manifestação e estava desesperada. Ela nega que o filho tinha envolvimento com o tráfico de drogas. Os manifestantes cobravam justiça e reclamavam da ação da polícia.

Foto: Divulgação


Os policiais precisaram efetuar tiros com balas de borracha, mas os manifestantes ficaram exaltados e chegaram a avançar para cima da polícia. A manifestação aconteceu em represália à morte do adolescente.

Durante o manifesto, populares arremessaram pedras na direção dos policiais e desacataram os militares, que precisaram utilizar também spray de pimenta em duas mulheres, que chegaram a cair no chão. Uma delas foi conduzida à delegacia.


Além dela, um homem também foi detido e levado para a viatura, depois de xingar e tentar agredir os militares. Eles foram conduzidos a Delegacia Regional de Vitória.


*Com informações das repórteres Nathália Munhão e Rafaela Freitas, da TV Vitória / Record TV