Últimas

Mantenópolis promove evento de agroturismo com incentivo à produção de cafés especiais


A produção de cafés especiais arábica é uma grande potencialidade em Mantenópolis, devido à altitude de algumas localidades que chega a 900 metros. O agroturismo se soma ao potencial do município e já tem o cicloturismo como rotina de eventos. A Rota do Café Especial uniu as duas atividades e será realizada em regiões produtoras de café arábica, com 30 quilômetros de percurso com bicicleta. 

O evento é gratuito e será realizado no dia 1º de agosto, com os objetivos de divulgar os cafés especiais produzidos em Mantenópolis e também incentivar o trabalho dos produtores. Os participantes poderão degustar os cafés especiais das propriedades e também um café da manhã que será servido às 7 horas. A partida acontecerá às 8 horas, no Sítio do Nana, Córrego do Ouro, que também será o ponto de chegada. A Rota contempla uma parada no Sítio do Robadel, Córrego do Capim, onde serão demonstradas metodologias de ensino e degustação de café. O encerramento do evento será às 11h30, no Sítio do Nana.

A Rota do Café Especial é realizada pelo Escritório Local de Desenvolvimento Rural (ELDR), do Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper), e pela Prefeitura de Mantenópolis. As inscrições podem ser feitas pelo telefone (27) 9 9925-6839, com Gilcimar Rangel. A previsão é de que participem cerca de 250 pessoas, com distanciamento social e uso obrigatório de máscaras.

O extensionista do ELDR de Mantenópolis, Claudinei Sales, destacou que o evento será muito dinâmico, com paradas com explicações sobre todo processo produtivo do café especial, que serão feitas pelo agrônomo da Secretaria de Agricultura do município, Fagner Vicente de Oliveira, e pelo agrônomo e coordenador do Centro Regional de Desenvolvimento Rural Noroeste do Incaper, Wellington Marré. 

O coordenador do ELDR de Mantenópolis, Rodrigo Fernandes, disse que a Rota promove a divulgação dos cafés especiais e dos atrativos do município, como as paisagens que cercam as propriedades de cafés. “O percurso passa por uma cachoeira e é uma oportunidade para apreciar a beleza natural. Convidamos também pessoas que trabalham com artesanato, para expor as peças em estandes no ponto de encontro da Rota. É um evento muito importante para valorização do trabalho dos cafeicultores e da nossa cidade”, explicou Fernandes. 

Governo ES