Últimas

Você nunca mais vai comer brócolis e couve sem pensar nisso! [vídeo]

Brócolis, couve-flor e couve de Bruxelas vieram de uma mesma planta: a mostarda selvagem - Foto: Projeto Comida Boa

Os alimentos que nós comemos hoje em dia, nem sempre foram assim. Quem aí gosta de couve, couve-flor, couve de Bruxelas e brócolis? Você sabia que todos eles vieram de uma mesma planta? É verdade!

Esses vegetais que você pode encontrar em qualquer mercearia, supermercado, ou hortifruti e que a maioria das pessoas come regularmente são, na verdade, “filhos” de uma mostarda selvagem (Brassica oleracea). Há milhares de anos, os agricultores foram vendo que poderiam dividir partes daquela planta ancestral e “criar” plantas novas.

Junto deles, os pesquisadores começaram a estudar e desenvolver plantas maiores, melhores e mais adaptadas para diferentes locais do mundo.

Couve, couve-flor e brócolis chinês foram criados aumentando as folhas das plantas ancestrais e foram as primeiras brássicas domesticadas, em algum momento antes de 300 aC. A couve foi desenvolvida na Europa, enquanto o brócolis chinês foi domesticado na China.

O brócolis foi criado a partir de um ancestral da couve em 1500, selecionando os grupos de flores maiores, que são colhidos antes de florescer. A couve-flor foi desenvolvida a partir de uma das centenas de variedades de brócolis.

É incrível como o trabalho de quem se dedica às plantas, sejam agricultores ou pesquisadores, pode nos dar muita diversidade de alimentos e nos oferecer comida boa!

E é isso que o episódio sobre Biodiversidade do Projeto Comida Boa mostra hoje pra gente.

Para saber mais sobre como esse trabalho é feito, é só visitar a página do projeto, e assistir toda a websérie, que vai mostrar como o campo e a cidade estão totalmente interligados.

Assista:



Só Notícia Boa