Casagrande anuncia volta do BME e concurso para PM no Estado


O governador Renato Casagrande (PSB) anunciou, na manhã desta quarta-feira (11), ações de reestruturação das Forças de Segurança do Espírito Santo. Dentre as medidas, está o retorno do Batalhão de Missões Especiais (BME).

“Estamos criando dois batalhões, como o BME, que é fundamental para atuar em momentos de características diferenciadas, seja no diálogo ou no enfrentamento, e o Batalhão de Cães que funciona muito bem, principalmente, na identificação de drogas", afirmou o governador.

O retorno do Batalhão foi uma das promessas de campanha de Casagrande, assim como o da Ronda Ostensiva Tática Motorizada. A Rotam, entretanto, não está prevista no plano de reestruturação anunciado.

Desde 2017, a força especial da Política Militar é realizada pela Companhia Independente de Missões Especiais (CIMEsp). A Companhia deu lugar ao BME após o então governador Paulo Hartung (sem partido) assinar um decreto para a reestruturação da PM.



COMPANHIAS INDEPENDENTES

O governo estadual também anunciou a abertura de quatro novas Companhias Independentes da Polícia Militar, em Nova Rosa da Penha (Cariacica) e São Torquato (Vila Velha), na Grande Vitória; e em Jaguaré e Pinheiros, no interior do Estado.

Já o Comando de Polícia Ostensiva Metropolitano (CPOM) passa a ser dividido em duas unidades, uma responsável pelo comando do policiamento em Vitória e Serra, outra abrangendo os municípios de Cariacica, Vila Velha Viana e Guarapari.

Além disso, a Companhia Independente de Missões com Cães (CIOC) será elevada ao patamar de Batalhão.

CONCURSO PÚBLICO PARA A POLÍCIA MILITAR

Casagrande ainda anunciou um concurso para a PM para preenchimento de 671 vagas, sendo 560 praças combatentes; 20 oficiais médicos; 20 oficiais dentistas; 5 oficiais farmacêuticos/bioquímicos; 2 oficiais médicos veterinários; 10 oficiais enfermeiros; 30 praças especialistas da saúde; 2 oficiais músicos e 22 praças músicos.

Segundo Casagrande, o concurso será realizado ainda neste ano. O governador disse que o objetivo é recompor as forças de segurança do Estado.

"Chegamos ao governo sem efetivo e isso dificulta a parte operacional", afirmou em entrevista para uma rádio de Vitória.

CORPO DE BOMBEIROS E POLÍCIA CIVIL

O Corpo de Bombeiros Militar do Espírito Santo (CBMES) passará a contar com duas Companhias Independentes, uma em Vila Velha e a outra na Serra. Na Polícia Civil, o governador informou que vai permitir uma indenização para compensar a falta de efetivo.

"Tudo isso garante ações para que a gente consiga mais resultados no enfrentamento ao crime”, afirmou.

FV


Postagem Anterior Próxima Postagem