DF: Polícia Civil investiga 'cocaína rosa' vendida na Esplanada dos Ministérios

Reprodução  - Polícia Civil investiga 'cocaína rosa' vendida na Esplanada dos Ministérios

Um grupo de agentes integrantes da Polícia Civil do Distrito Federal , que atuam como Investigadores da Coordenação de Repressão às Drogas (Cord), apreenderam, na última quinta-feira (19), uma nova substância nas proximidades da Esplanada dos Ministérios. Trata-se da 'cocaína rosa', uma nova espécie de entorpecente consumida por usuários de alto poder aquisitivo. Isso porque a 'Pink Powder' é muito mais cara do que o pó branco tradicional. As informações são do portal Metrópoles.

Apurações da PC indicam que a droga seria consumida por servidores da Esplanada dos Minitérios e, desde junho deste ano, os agentes investigavam um traficante, de 54 anos de idade, que vivia uma vida luxuosa e que repassava a substância para os consumidores na capital federal.

O rapaz foi abordado pelos policiais quando se preparava para fornecer os entorpecentes aos usuários e foi flagrado com um revólver calibre 38 municiado, facas e outros objetos de valor. Junto ao criminoso, havia um cofre de aço, três quilos de cocaína, outra pistola calibre .380 importada, munições, relógios, joias e cerca de R$ 19 mil em espécie.

Um livro de contabilidade foi apreendido, o que indica o método de controle utilizado pelo traficante. Máquinas de pagamento com cartão de crédito, dois carros e uma motocicleta também foram apreendidos. Mas o que chamou a atenção dos policiais foi a enorme quantidade de transações financeiras realizadas via PIX.

O delegado Rogério Rezende, coordenador da Cord, explicou que "essa movimentação financeira ocorreu apenas no mês de abril. O volume de vendas era enorme e proveniente do tráfico de cocaína para usuários de alto poder aquisitivo".

Viagens realizadas com frequência aos Estados Unidos revelam o local onde o criminoso adquiria a droga para o repasse. O traficante mantinha uma casa na região de San Mateo, na Califórnia. Agora, o rapaz responderá pelos crimes de porte e posse de armas ilegais de fogo, porte de arma branca e de flagrante delito por tráfico de drogas.



Postagem Anterior Próxima Postagem