Jovem tenta separar briga e morre com tiro no pescoço

Os médicos identificaram duas perfurações no pescoço, uma de entrada e outra de saída.


Uma jovem de 20 anos morreu baleada enquanto tentava separar uma briga em frente a uma boate em Frutal, a 628 km de Belo Horizonte. A vítima era estudante do terceiro período de Direito na Universidade Estadual de Minas Gerais (UEMG).

O caso foi registrado na noite do último domingo (15). De acordo com a Polícia Militar, testemunhas relataram que Yasmin Martins Videira, de 20 anos, estava em frente a uma casa de festas quando um homem, identificado por testemunhas como namorado da jovem, teria começado a discutir com outro jovem.

Em determinado momento, os presentes ouviram um barulho de disparo e, logo depois, o corpo de Yasmin caiu no chão. Uma jovem que estava no local foi tentar socorrer a vítima e percebeu que havia um grande sangramento na região do pescoço.

O Corpo de Bombeiros foi acionado e levou a vítima até um hospital da cidade, mas ela já chegou ao local sem vida. Os médicos identificaram duas perfurações no pescoço, uma de entrada e outra de saída.

Logo após o disparo, os dois homens fugiram, um em um carro e o outro em uma motocicleta. Os dois suspeitos teriam envolvimento com crimes em Frutal e, segundo a apuração preliminar da Polícia Militar, o desentendimento entre eles teria começado em uma loja de bebidas próxima à boate. As autoridades ainda não sabem que um dos homens fez o disparo ou se a arma caiu no chão e foi acionada.

Em nota, a Polícia Civil informou que já começou a ouvir as testemunhas e que as investigações estão em andamento. Até o momento, nenhum dos suspeitos foi preso. Câmeras de segurança de lojas e casas que ficam na rua do crime podem ajudar os investigadores.

Portal RDN



Postagem Anterior Próxima Postagem