Justiça poderá cassar mandato de vereadores em Colatina


O Juiz Eleitoral de Itapemirim, no sul do Estado, cassou o mandato do vereador Julinho da Saúde(Cidadania) por ele ter fraudado o sistema de cotas feminina que todo partido possui. Semelhante problema também está acontecendo em Colatina e nos próximos dias, o juiz eleitoral desta Comarca, deverá divulgar sua sentença sobre o caso.

Por ter tido uma candidata a vereadora fictícia, que não obteve nenhum voto, a coligação dos vereadores Waguinho da Auto Escola (o mais votado) e Marcelo Pretti, de Colatina, também poderão perder os mandatos, tal qual aconteceu em Itapemirim.

Segundo o advogado que representa contra os dois vereadores, Helio Maldonado Jorge, a questão é gravíssima e ele não tem dúvidas de que há grande probabilidade dos vereadores perderem os mandatos. Se a sentença do juiz for por cassação, os vereadores que ocuparão as cadeiras serão Eliézio Bolzoni e Juarez do Hotel.

A expectativa sobre a sentença é grande no meio político da cidade, já que mexe com a composição da Câmara, surgindo inclusive novos suplentes.

O QUE DIZ O VEREADOR MARCELO PRETTI

Sobre o processo e seu trâmite eu estou muito confiante. Nossos documentos foram apresentados e as testemunhas ouvidas. Não será um processo curto tendo em vista as possibilidades de recursos a serem apresentados.

E como eu disse estou muito confiante em um final favorável tendo em vista as provas e documentos acostados junto ao processo.

Sobre o processo de Cachoeiro não conheço os fatos e fundamentos que chegaram a sentença, mas sabemos que nenhum processo é igual ao outro.

Rede Diário Noroeste ES



Postagem Anterior Próxima Postagem