Polícia caça grupo criminoso que aplicou golpes que somam meio milhão de reais no ES


Uma quadrilha mineira foi identificada pela Delegacia Especializada em Crimes de Defraudações e Falsificações (Defa). O grupo é formado por cinco pessoas, que praticavam o golpe da “falsa carta de crédito”. Mais de 20 pessoas foram vítimas na Grande Vitória e ficaram com o prejuízo de aproximadamente R$ 500 mil.

Os cinco suspeitos possuem mandado de prisão preventiva em aberto e estão foragidos. De acordo com a políciai, nas redes sociais eram publicadas imagens de ostentação, que vinha do dinheiro de inocentes.

A quadrilha mineira atuou no Espírito Santo nos últimos meses e deixou dezenas de vítimas. A promessa era de em pouco tempo, cerca de dois a três meses, seria entregue para a vítima uma carta de crédito de até R$ 250 mil, por meio de um consórcio. Para isso, a pessoa dava uma entrada e continuava pagando as parcelas, até que eles sumiam.

Divulgação/ Polícia Civil


Divulgação/ Polícia Civil
Divulgação/ Polícia Civil
Divulgação/ Polícia Civil

Um perfil bem específico era o alvo dos estelionatários. De acordo com a polícia, o grupo alugava escritórios bem montados para passar uma boa imagem e miravam em trabalhadores de classe média.

Por meio das investigações, a polícia descobriu que alguns dos suspeitos, trabalharam em empresas que prestam esse serviço e usaram dessa experiência para aplicar os golpes.

Foto: Bruno Alves/ TV Vitória

Eles já foram presos em Minas Gerais pelo mesmo crime. Agora estão sendo procurados pela polícia capixaba. Para o delegado, é importante que o cidadão não acredite em promessa de crédito fácil.

TV Vitória/Record TV



Postagem Anterior Próxima Postagem