Reflorestar: Proprietário rural de Anchieta preservou mata e nascentes na região


A recuperação de áreas degradadas exige tempo e dedicação. Porém, alguns proprietários rurais topam o esforço e conseguem um resultado exemplar. É o caso de Antonio Roberto Salvador, que reflorestou 11 hectares na região de Anchieta, no sul do Estado.

Antonio Salvador recorreu ao Programa Reflorestar, uma iniciativa do Governo do Estado, coordenada pela Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Seama), e que tem o Bandes como agente financeiro. A proposta é ampliar a cobertura florestal, por meio da adesão a práticas de uso amigável do solo.

O pagamento dos serviços ambientais, como ocorre no caso do programa, é mais uma alternativa de geração de oportunidades e de renda para o produtor rural. Os valores de pagamento variam de acordo com a modalidade de preservação e a extensão da área preservada. Ao banco capixaba, cabe fazer a operação financeira, repassando e monitorando a aplicação dos recursos pelos produtores.

O pagamento dos serviços ambientais, como ocorre no caso do programa, é mais uma alternativa de geração de oportunidades e de renda para o produtor rural. Os valores de pagamento variam de acordo com a modalidade de preservação e a extensão da área preservada. Ao banco capixaba, cabe fazer a operação financeira, repassando e monitorando a aplicação dos recursos pelos produtores.

Em Anchieta, o Antonio Salvador deu início ao programa de reflorestamento em 2011 e já recuperou 11 hectares de mata. Segundo ele, o processo foi mais difícil no começo, devido a um período de seca, mas com o avanço do plantio de mudas na propriedade o volume de água cresceu. “Atualmente, as nascentes estão com volume intenso e pode se dizer que a quantidade de água aumentou em 100%”, disse.

Marlucia Croscob, esposa do produtor, contou que antes de se instalar em Anchieta o casal morava em uma região de florestas e cachoeiras e desejava ter o mesmo ambiente na nova propriedade. “Quando chegamos a Anchieta, sentimos o desejo de reflorestar a região. Temos muito que plantar ainda, mas aos poucos estamos alcançando nosso objetivo”, comentou ela.

O casal ainda tem um catálogo com o nome de todas as árvores plantadas na propriedade, que somam mais de 60 tipos, variando entre árvores nativas e frutíferas. No processo de recuperação, diversas espécies de animais e aves passaram a ser vistas na propriedade, resultado das boas práticas de reflorestamento adotadas por Antonio Salvador e Marlucia Croscob.

“Este Programa é uma forma de orientar os proprietários rurais, além de conscientizar outras pessoas a fazerem o mesmo”, complementa o produtor.

Governo ES



Postagem Anterior Próxima Postagem