Veneciano Richarlison faz campanha para jovens se vacinarem contra a covid-19


O atacante Richarlison, campeão com a seleção brasileira nos Jogos Olímpicos de Tóquio, deu mais um exemplo de cidadania. Nesta sexta-feira, o jogador fez uma campanha para estimular os adolescentes a se vacinarem contra a covid-19, seguindo as convocações das secretarias de saúde das cidades e dos Estados brasileiros. Nas redes sociais, ele publicou um tweet lembrando que essa faixa etária dos 16 anos já pode receber a 1ª dose da vacina.

"Tem alguns lugares já vacinando a molecada adolescente. Fica de olho pra ver como está a situação da sua cidade. Quando chegar a sua vez, avisa a galera da sua idade e corre no posto mais próximo, blz? Vamos acabar logo com essa bagaça!", diz bastante descontraído.



Em abril, o 'Pombo', como é chamado, se escalou como embaixador do USP Vida, projeto que produz pesquisas sobre vacinas contra o coronavírus. Por meio da plataforma "Play For a Cause" (Jogue por uma causa, na tradução), ele leiloou uma chuteira Nike que usou na semifinal da Copa América, contra o Peru, e repassou todo o dinheiro à causa. Ele aparece falando num vídeo da importância dos estudos e da vacina e das pesquisas da Universidade de São Paulo. Richarlison teve de trabalhar cedo, jogar futebol depois e não teve tempo para estudar.

O prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes, disse que não sabe o que fazer para se comunicar com adolescentes entre 16 e 17 anos. Somente 10 mil tomaram a vacina até quinta-feira. São esperados 48 mil nesse grupo. Por causa dessa dificuldade, a ação de Richarlison é importante. Embora ele não se denomine um influenciador digital, sua voz tem peso entre os jovens. O atacante faz posts engraçados e participa de brincadeiras nas redes sociais, mas sabe também que uma publicação mais séria pode ajudar na pandemia.


Convocado por Tite para representar o Brasil na rodada tripla das Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022, o atleta também costuma se posicionar em assuntos de interesse nacional em seu perfil. Em uma entrevista dada ao Estadão, pediu aos governantes mais comida na mesa do trabalhador e mais emprego também.

Em seu site oficial, Richarlison divulgou um manifesto cobrando melhores condições para o esporte brasileiro. O atacante recordou a trajetória difícil até se tornar jogador profissional e disse ter conhecido na Olimpíada histórias de atletas que chegaram no auge esportivo "com pouco ou nenhum tipo de apoio ou estrutura" para isso.

"Passou da hora de o nosso País entender que esporte não é só um cara chutando no gol ou enterrando a bola numa cesta: é bem-estar, saúde, disciplina e segurança. Nós levamos o nome do nosso país ao mais alto nível com muito orgulho, geramos exposição e rendimentos, além de representar nossa gente e nossa bandeira. Então, nada mais justo do que haver um retorno mais significativo", escreveu o jogador do Everton.

FV

Postagem Anterior Próxima Postagem