PERTO DA MORTE | Aluno tenta matar professor com tiros na cabeça, mas arma falha três vezes


No último final de semana, um menor portando uma arma de fogo entrou em um restaurante e tentou atirar contra um professor, com quem havia se desentendido há três anos. A arma utilizada pelo aluno falhou três vezes quando tentou disparar contra a cabeça do educador. O rapaz fugiu do local. O caso foi registrado nesse domingo (15), na cidade de Guaratinga, na Bahia, a 793 Km de Salvador.


Câmeras de segurança do local gravaram toda a cena. O professor, que foi identificado como Wallace Santana, estava com a esposa quando o menor chegou ao restaurante e efetuou os disparos. O adolescente foge ao perceber que não conseguiu praticar o homicídio.

A Delegacia Territorial de Guaratinga está apurando o caso. De acordo com o delegado Robson Domingos, que é o responsável pela investigação, o rapaz e o professor tiveram um desentendimento em 2018, quando o jovem tinha 12 anos. A reclamação do professor foi por causa de um mau cheiro nas axilas do aluno.

A mãe do rapaz chegou a registrar um Boletim de Ocorrência contra o educador por causa da discussão. O adolescente deve receber uma medida disciplinar por ato infracional análogo ao crime de tentativa de homicídio.Nesse final de semana, um menor portando uma arma de fogo entrou em um restaurante e tentou atirar contra um professor, com quem havia se desentendido há três anos. A arma utilizada pelo aluno falhou três vezes quando tentou disparar contra a cabeça do educador. O rapaz fugiu do local. O caso foi registrado nesse domingo (15), na cidade de Guaratinga, na Bahia, a 793 Km de Salvador.

Câmeras de segurança do local gravaram toda a cena. O professor, que foi identificado como Wallace Santana, estava com a esposa quando o menor chegou ao restaurante e efetuou os disparos. O adolescente foge ao perceber que não conseguiu praticar o homicídio.

A Delegacia Territorial de Guaratinga está apurando o caso. De acordo com o delegado Robson Domingos, que é o responsável pela investigação, o rapaz e o professor tiveram um desentendimento em 2018, quando o jovem tinha 12 anos. A reclamação do professor foi por causa de um mau cheiro nas axilas do aluno.

A mãe do rapaz chegou a registrar um Boletim de Ocorrência contra o educador por causa da discussão. O adolescente deve receber uma medida disciplinar por ato infracional análogo ao crime de tentativa de homicídio.Nesse final de semana, um menor portando uma arma de fogo entrou em um restaurante e tentou atirar contra um professor, com quem havia se desentendido há três anos. A arma utilizada pelo aluno falhou três vezes quando tentou disparar contra a cabeça do educador. O rapaz fugiu do local. O caso foi registrado nesse domingo (15), na cidade de Guaratinga, na Bahia, a 793 Km de Salvador.

Câmeras de segurança do local gravaram toda a cena. O professor, que foi identificado como Wallace Santana, estava com a esposa quando o menor chegou ao restaurante e efetuou os disparos. O adolescente foge ao perceber que não conseguiu praticar o homicídio.

A Delegacia Territorial de Guaratinga está apurando o caso. De acordo com o delegado Robson Domingos, que é o responsável pela investigação, o rapaz e o professor tiveram um desentendimento em 2018, quando o jovem tinha 12 anos. A reclamação do professor foi por causa de um mau cheiro nas axilas do aluno.

A mãe do rapaz chegou a registrar um Boletim de Ocorrência contra o educador por causa da discussão. O adolescente deve receber uma medida disciplinar por ato infracional análogo ao crime de tentativa de homicídio.Nesse final de semana, um menor portando uma arma de fogo entrou em um restaurante e tentou atirar contra um professor, com quem havia se desentendido há três anos. A arma utilizada pelo aluno falhou três vezes quando tentou disparar contra a cabeça do educador. O rapaz fugiu do local. O caso foi registrado nesse domingo (15), na cidade de Guaratinga, na Bahia, a 793 Km de Salvador.

Câmeras de segurança do local gravaram toda a cena. O professor, que foi identificado como Wallace Santana, estava com a esposa quando o menor chegou ao restaurante e efetuou os disparos. O adolescente foge ao perceber que não conseguiu praticar o homicídio.

A Delegacia Territorial de Guaratinga está apurando o caso. De acordo com o delegado Robson Domingos, que é o responsável pela investigação, o rapaz e o professor tiveram um desentendimento em 2018, quando o jovem tinha 12 anos. A reclamação do professor foi por causa de um mau cheiro nas axilas do aluno.

A mãe do rapaz chegou a registrar um Boletim de Ocorrência contra o educador por causa da discussão. O adolescente deve receber uma medida disciplinar por ato infracional análogo ao crime de tentativa de homicídio.

Estrutura Online





Postagem Anterior Próxima Postagem