Mulher pede socorro e marido é preso por tentativa de homicídio em Colatina


Policiais militares foram procurados por um motociclista que disse ter avistado uma mulher no interior de um veículo pedindo socorro. Em seguida os policiais avistaram um veículo Corsa, cor cinza, que ultrapassou a viatura em alta velocidade. Os militares fizeram acompanhamento do Corsa, sinalizaram para o condutor e ele acelerou sentido centro da cidade. O carro foi interceptado na rua Alexandre Calmon.

No momento da abordagem uma mulher que estava no interior do carro colocou os braços para fora pedindo socorro e gritava dizendo que o condutor havia tentado lhe matar.

O condutor identificado como R.M foi imediatamente algemado e disse ter havido uma discussão entre o casal e a mulher insistia que ele havia lhe agredido e disse que a mataria.

A vítima identificada como M.Y estava com o olho direito lesionado e bastante inchado devido aos socos que R.M lhe desferiu.

Segundo a mulher, R.M foi até uma faculdade no bairro Maria das Graças lhe buscar e chegou alguns minutos atrasado quando iniciaram a discussão. Em seguida o acusado que havia ingerido bebida alcoólica ficou agressivo e passou a lhe agredir no interior do veículo dando-lhe socos no rosto com sangramento e arranhões no pescoço e tentou lhe estrangular.

Foi neste momento que ela pediu socorro uma vez que o irmão do marido, R.O, estava no interior do veículo e nada fez para as agressões do esposo.

Segundo ela, o marido pretendia levá-la para a residência do casal que fica em Cantão e que a mataria já que lá possui um revólver e uma espingarda e que em outra ocasião quando discutiram o marido a ameaçou de morte e que o marido é muito violento.

Diante das informações de M.Y os policiais foram à residência do casal e localizaram revólver calibre 22, capacidade 7 tiros, sem munições e um frasco contendo vários chumbos que são usados e utilizados para municiar espingarda, mas a arma não foi encontrada.

O agressor foi preso e encaminhado a Delegacia Regional da Polícia Civil de Colatina para as providências cabíveis.

Fonte: ESFala



Postagem Anterior Próxima Postagem