Mulheres executadas em sacos plásticos no Afeganistão É FAKE NEWS

Vídeo distribuído na internet, atribuído à mulheres mortas pelo Talibã, na verdade é uma performance artística que faz parte de protestos na Colômbia – Foto: Reprodução R7

Um vídeo de mulheres amarradas dentro de sacos plásticos em uma praça pública está rodando as redes sociais. No vídeo, uma voz masculina afirma ter recebido as imagens em grupo de pastores.

Segundo a pessoa que fala durante o vídeo, as mulheres são missionárias cristãs no Afeganistão e estão sendo mortas por causa de sua religião. Elas estão sem roupa e imóveis. A maior parte delas, deitadas e encolhidas. Mas há algumas sentadas.

O narrador do vídeo ainda afirma que teme que esse tipo de situação possa a vir se repetir no Brasil. Ele não explica o motivo para seu temor. Um leitor do MonitoR7 nos encaminhou o vídeo, para checarmos se as informações são verdadeiras.

Apesar do narrador não afirmar isso em nenhum momento, é possível deduzir que ele credite o ato contra as mulheres ao Talibã, grupo que tomou o poder no Afeganistão no mês passado. O Talibã defende um governo baseado numa interpretação específica da lei islâmica, a sharia. A atuação do grupo representa uma ameaça a diversas minorias étnicas e religiosas.

O vídeo, no entanto, não tem nenhuma relação com um grupo religioso e nem com o país que o Talibã controla. A cena, na verdade, faz parte de uma performance artística que ocorreu em Medellín, na Colômbia, no dia 26 de maio de 2021.

As mulheres protestavam contra o governo local, por causa do aumento de impostos definido pelo presidente Ivan Durque. As manifestantes também protestavam contra a repressão policial em outros atos, que chegou a provocar mortes. Maio passado foi marcado na Colômbia por muitos protestos e até uma greve nacional.

No YouTube existem diversos vídeos da performance, que se chama “Empaqueteados”, em espanhol, ou “Empacotados”, em tradução livre para o português. As mulheres dentro dos sacos plásticos não estão mortas e ninguém foi ferido durante a intervenção artística.

Este vídeo, portanto, não retrata mulheres cristãs sendo mortas. Mas há notícias de que desde que tomou o poder, o Talibã vem perseguindo cristãos no país. O grupo estaria usando informantes para perseguir a minoria cristã. Há relatos de pessoas mortas por terem aplicativos com a Bíblia em seus celulares.

Fonte: R7



Postagem Anterior Próxima Postagem