Procon notifica Nubank, BB e mais instituições devido a golpe do boleto; saiba se proteger


O Procon-SP comunicou, nesta sexta-feira (3), que notificou diversos bancos e instituições financeiras, incluindo o Nubank, Banco do Brasil (BB), Itaú e a Federação Brasileira de Bancos (Febraban), devido ao "novo golpe do boleto" — prática que vem enganando clientes com o auxílio de informações coletadas em recentes megavazamentos de dados.

O novo golpe do boleto

Chamado de "novo golpe do boleto", a ação parte de dados obtidos por criminosos a partir de um vazamento de informações sensíveis (algo cada vez mais comum no Brasil).

Com nome completo, CPF e número de telefone da vítima, os golpistas enviam uma mensagem oferecendo a renegociação de uma dívida ou desconto em um suposto pagamento à vista da fatura do cartão. Às vezes, a mensagem falsa chega por SMS, com um link para uma suposta segunda via do boleto.

Redirecionadas a páginas que copiam exatamente o layout dos bancos, as pessoas acabam sendo enganadas, e pagando um boleto falso, perdendo dinheiro e tempo ao tentar solucionar o problema.

Procon-SP pede explicações sobre segurança de boletos

De acordo com o Procon-SP, cabe aos bancos, fintechs e associações financeiras responder quais são os mecanismos de segurança existentes para que o consumidor possa consultar a autenticidade de boletos emitidos. Além disso, a entidade pró-consumidor quer saber se há outras medidas e planos de ação sendo desenvolvidos para coibir esse tipo de golpe, tendo em vista sua proliferação.

As instituições deverão prestar ainda esclarecimentos sobre as medidas tomadas sempre que uma fraude é identificada — de forma individual e coletiva.

Considerando o feriado nacional no próximo dia 7, o Procon-SP deu um prazo de 72 horas, a partir do dia 8 de setembro, para que as empresas respondam à notificação.

Você pode conferir, a seguir, a lista completa de instituições financeiras notificadas pelo Procon-SP:
  • Banco do Brasil
  • Bradesco
  • CEF
  • Itaú
  • Santander
  • Nubank
  • Banco Pan
  • Banco Inter
  • BMG
  • Neon Pagamentos S/A
  • C6 Bank
  • Febraban – Federação Brasileira de Bancos
  • ABFintechs – Associação Brasileira de Fintechs
  • ACREFI – Associação Nacional das Instituições de Crédito, Financiamento e Investimento
  • ABECS – Conselho de Ética e Autorregulação da Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços.

Febraban dá dicas para evitar golpes

Um documento elaborado pela Febraban dá dicas ao consumidor, visando a redução do número de vítimas. A federação explica que é importante sempre checar os dados do beneficiário: todos os boletos devem ser registrados com CPF ou CNPJ do emissor, data de vencimento e valor. Caso você desconfie das informações mostradas nestes campos, o ideal é não concluir a operação e entrar em contato com a empresa beneficiária.

Além disso, entidade recomenda que o cliente mantenha sempre um antivírus ativado para evitar bolware, modalidade que adultera o documento na hora em que ele é gerado, permitindo a fraude. Nesse caso, a obtenção de boletos via PDF também ajuda a evitar problemas. Outra dica é conferir se os três primeiros números do código de barras correspondem ao código do banco que aparece no boleto.

Por fim, o uso de DDA (Débito Direto Autorizado), pode evitar este tipo de golpe, já que a ferramenta permite receber a versão eletrônica de todos os boletos emitidos em seu nome — o serviço deve ser habilitado junto ao seu banco.

Fonte: TecnoBlog


Postagem Anterior Próxima Postagem