Esposa de Daniel Alves faz vídeo: 'Estou em um momento de calma'; ASSISTA

Joana Sanz, mulher de Daniel Alves reprodução/instagram

Joana Sanz, mulher de Daniel Alves, se manifestou por meio de um vídeo nesta segunda-feira (23), em suas redes sociais. Visivelmente abatida, a modelo comentou que vive um momento de calma e agradeceu os presentes e as mensagens de carinho que tem recebido de amigos, familiares e fãs.

"Decidi fazer esse vídeo para que possam me ver.... Sei que tem muita gente preocupada. Agora estou em um momento de calma, apesar de toda a tempestade. E queria aproveitar para agradecer a tanta gente que estão me apoiando de verdade", ressaltou.

"Recebi algumas mensagens preciosas e livros desde de psicologia, de coloris, com mensagens de superação e de ânimo... Tantas palavras de carinho. Estou respondendo todas as mensagens de carinho e isso me conforta muito. São pessoas que dedicam seu tempo para me encher de ânimo. Muito obrigada. De verdade," finalizou.

Na manhã da última sexta-feira (20), o lateral direito Daniel Alves foi detido pela polícia espanhola em Barcelona, após se apresentar de forma voluntária para prestar depoimento sobre uma suspeita de agressão sexual. A denúncia, feita por uma mulher de 23 anos, está na Justiça da Catalunha. O jogador é acusado de "delito contra a liberdade sexual" em um caso que aconteceu na boate Sutton no dia 30 de dezembro de 2022. Os dois estavam na mesma festa. O creque nega a acusação de agressão sexual.

No domingo (22), a mulher de 23 anos que acusou o jogador renunciou na Justiça ao direito de ser indenizada pelo brasileiro em caso de condenação. Segundo o El País, a jovem afirmou que não quer ser ressarcida financeiramente pelas lesões e também pelos danos morais sofridos e que espera que o jogador brasileiro seja punido criminalmente pelo ocorrido.

Alves permanece em prisão provisória sem direito a fiança desde a última sexta (20). A juíza ainda escutará as declarações sa vítima e analisará as provas recolhidas pela polícia no banheiro da boate Sutton, onde os dois estavam no dia 30 de dezembro, em Barcelona, na Espanha.

O despacho que decretou a prisão confere plena credibilidade à mulher, que teve sua declaração classificada como “contundente” e “persistente”, sem contradições. Na Justiça, ela explicou o mesmo que já havia detalhado em 2 de janeiro, três dias depois dos fatos, quando apresentou denúncia contra o atleta.

Fonte: Marie Claire


Postagem Anterior Próxima Postagem