Jovem com irmã gêmea faz DNA da filha e o resultado é inacreditável


Se um gêmeo tiver filho, o irmão dele também pode ser considerado pai da criança? Jovens fizeram o teste para descobrir se DNA era idêntico.


Um dos grandes fascínios da vida com certeza é o nascimento de gêmeos, até porque parece incrível ver duas pessoas iguais ao mesmo tempo. Quando dois indivíduos compartilham a mesma placenta, armazenam o mesmo conteúdo genético, dificultando a diferenciação no exame de DNA. Caso um gêmeo tenha filhos, seus irmãos poderão ser considerados pais da criança?

As gêmeas Sam e Alex Steffens pensaram em fazer um teste genético sem nenhuma pretensão, apenas compreender as diferenças da família. Contudo, acabaram se surpreendendo ao perceber que a filha de Sam também poderia ser considerada filha de Alex. Logo, se ela tivesse um bebê, as crianças seriam meia-irmãs, devido à compatibilidade do sequenciamento de genes.

Afinal, como diferenciar gêmeos agora?

Em suma, não é possível diferenciar gêmeos geneticamente porque todos compartilham o mesmo DNA ou parte dele. No entanto, existem características na aparência ou comportamento de cada gêmeo que ajudam a distingui-los. Geralmente, os detalhes visuais são notados por parentes ou amigos que convivem diretamente com o indivíduo. Ainda sim, fatores externos impactam na personalidade, corpo e outras variáveis, reforçando a diferença.

As pessoas logo imaginam um filme de ficção científica

No TikTok, no qual o caso foi amplamente compartilhado, não faltaram comentários criando cenários utópicos. Isso acontece porque vários filmes e séries usam a temática de gravidez gemelar para desenvolver roteiros. Invariavelmente, um dos gêmeos precisa substituir o outro, assumindo suas responsabilidades, mas todos esperam que essa ideia fique só na ficção.

A conexão emocional dos irmãos

Os gêmeos podem experimentar conexões mais profundas do que outros e essa relação se expande para a criança. Essa afirmação demonstra que a criança, apesar de diferenciar a mãe da irmã, deseja ser cuidada e protegida pela tia. Dessa maneira, é essencial que aos poucos essa responsabilidade seja compartilhada de maneira que o bebê não fique confuso.

Fonte: Edital Concursos Brasil


Postagem Anterior Próxima Postagem