Últimas

Prefeito de Colatina pede cautela à população



O prefeito de Colatina, Sérgio Meneguelli, informou à população do município, na noite da última segunda-feira, que está previsto que o Rio Doce atinja o nível de oito metros até as 6 horas da manhã de hoje. “Pedimos a vocês muita cautela. Não queremos alarmar, mas há notícias de que essa enchente poderá atingir todo o centro da cidade”, alertou.

Força-tarefa
A partir das 9 horas da manhã de hoje, Iconha, Alfredo Chaves, Rio Novo do Sul e Vargem Alta receberão escritórios fixos e itinerantes para a oferta de diversos serviços, como realização de cadastro para acesso ao Cartão Reconstrução ES, solicitação de segunda via da carteira de identidade e orientação jurídica, entre outros. “O pré-requisito para ter acesso aos benefícios é apresentar um laudo do Corpo de Bombeiros e da Defesa Civil atestando os prejuízos por causa das chuvas”, informou o secretário de Desenvolvimento do Estado, Marcos Kneip.

Ales
Os três projetos de lei encaminhados pelo governo do Estado à Ales foram aprovados por unanimidade. Para acelerar o processo de tramitação, apenas as emendas encaminhadas pelo governo foram acatadas. Os deputados Vandinho Leite (PSDB) e Janete de Sá (PMN) chegaram a retirar emendas do projeto que prevê alterações na lei para conceder isenção de ICMS na compra de máquinas e equipamentos por contribuintes atingidos pelas enchentes. Mas não sem ressalvas. “Posteriormente, gostaria do zelo do líder do governo para discutir os temas”, acrescentou Vandinho Leite.

Reunião  
A bancada capixaba se reuniu com o governador Renato Casagrande na última segunda-feira (27) para falar sobre as chuvas no Espírito Santo. Entre os participantes estavam os deputados federais Felipe Rigoni (PSB) e Sérgio Vidigal (PDT) e a senadora Rose de Freitas (Podemos). “Durante a conversa, foi definido que será solicitada uma audiência já para a próxima semana com o presidente Jair Bolsonaro, o ministro da Economia, Paulo Guedes, e o ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto. A ideia é saber o que o governo federal pode fazer de forma emergencial para a reconstrução dessas cidades e da vida da população”, explicou Vidigal.

Recursos 
Nesta quinta-feira, o governo estadual deve oficializar o pedido de cerca de R$ 300 milhões  ao governo federal para a reconstrução de rodovias estaduais e pontes, além de obras na área da habitação. “O detalhamento ficará pronto durante a semana para que quinta-feira seja apresentado à equipe do ministro”, disse o governador, referindo-se ao ministro do Desenvolvimento, Gustavo Canuto.


Fonte: Folha Vitoria




Nenhum comentário