Últimas

Você sabe o que é hidrolipocarboxi? Procedimento é utilizado para acelerar o emagrecimento



Acelerar o processo de emagrecimento ou dar fim na gordurinha que insiste em permanecer é o desejo de muita gente! Por isso, um procedimento tem conquistado muitos adeptos: a hidrolipocarboxi não aspirativa. A técnica elimina, na maioria dos casos, boa parte da gordurinha localizada em uma única sessão. 
A hidrolipocarboxi pode ser realizada por médicos, biomédicos, fisioterapeutas e farmacêuticos especializados em estética. É um procedimento minimamente invasivo, simples e seguro, que reduz medidas e queima a gordura localizada. 
“É realizada a aplicação de solução salina diretamente na gordura localizada, de maneira subcutânea. Durante a sessão, é feito um ultrassom de alta potência e em seguida aplica-se o gás carbônico aquecido, que gera uma reação química de oxidação da gordura. Pode ser realizada no abdômen e flancos e em outras partes do corpo”, disse o farmacêutico especialista em estética, César de Alencar.
Alencar esclarece que os produtos usados na hidrolipocarboxi não oferecem riscos à saúde e não sobrecarregam o organismo. A gordura oxidada é eliminada na forma de ácidos graxos, água, entre outros originados da reação química do procedimento, pelos meios de excreção do organismo humano. 
A empresária Karoline Rodrigues fez o procedimento na parte inferior do abdômen. “Estava magra, mas depois do parto, havia uma gordurinha próximo à cesárea, fiz dieta e exercício físico, mas não resolveu. Por isso, optei pela hidrolipocarboxi e me submeti ao tratamento. Já havia tentando outros procedimentos no local e não adiantou, mas amei o resultado da hidrolipocarboxi", disse Rodrigues. 
O procedimento pode ser realizado em uma ou mais sessões, vai depender da espessura da gordura de cada pessoa. “A técnica não afeta a rotina do paciente. O intervalo entre uma sessão e outra pode variar de acordo com a análise do especialista no tratamento. Mas, basicamente, elas podem ter intervalo de 15 dias ou mensal”, disse César.
Após a aplicação, é recomendado o uso de cinta na região onde foi realizado o procedimento. Pelo menos umas oito horas diárias. Também pode ser usada para dormir, caso não seja possível o uso durante o dia. “Se ficar com algum roxinho no local da aplicação, a pessoa só deve voltar a tomar sol na região após o desaparecimento do roxo, que costuma ficar entre 07 a 10 dias. 
A perda de medidas é maior nos primeiros 15 dias, mas pode variar de acordo com o metabolismo de cada um. 

Fonte: Folha Vitoria




Nenhum comentário