Últimas

Médico do Ciatox alerta para riscos de acidentes com animais peçonhentos devido às fortes chuvas



Com a trégua das chuvas que atingiram o Espírito Santo e a volta gradativa de famílias para suas residências, após as enchentes, em busca de pertences ou limpeza das casas, o médico Nixon Souza Sesse, do Centro de Informação e Assistência Toxicológica (CIATox), alerta para o risco de acidentes com animais peçonhentos, como cobras, escorpiões e aranhas, pois os animais costumam se abrigar em lugares secos, como em locais de acúmulo de entulhos.
“As temperaturas mais quentes e a umidade devido às chuvas favorecem o aparecimento de animais peçonhentos. Esses animais tendem a procurar abrigo em locais secos e, com as enchentes, muitos podem ter sido deslocados de seus abrigos, aumentando o risco de acidentes com humanos”, destacou o médico do CIATox.
Sesse lembra que o cuidado ao retornar às residências precisa ser redobrado, como realizar inspeções no local, utilizando botas de cano alto e luvas de couro, assim como vasculhar os escombros na limpeza das casas e de seus arredores. “É importante que a pessoa não coloque as mãos em tocas, buracos, espaços em montes de lenhas ou entre pedras. Se for necessário, usar pedaços de madeiras, enxada ou foice, por exemplo”, informou o médico.
Outros cuidados a serem adotados é como bater os colchões antes de voltar a usá-los; sacudir, com cuidado, roupas, sapatos, toalhas e lençóis antes de usá-los; afastar camas e berços das paredes; e, antes de dormir, inspecionar os cômodos da casa, pois aranhas e escorpiões são mais ativos no período noturno.
Caso encontre algum animal peçonhento, o médico orienta afastar-se com cuidado e evitar assustar ou tocar no animal, mesmo que pareça morto. “Em seguida, é importante procurar a autoridade de saúde local, como bombeiros, polícia ambiental ou a unidade de vigilância de zoonoses do município”, disse o médico.
Para outras informações, deve-se entrar em contato com o CIATox pelo telefone 0800 283 9904. O atendimento é feito todos os dias, inclusive finais de semana e feriados, 24 horas por dia.

Orientações em caso de acidentes
Em caso de acidentes por animais peçonhentos, o médico do Centro de Informação e Assistência Toxicológica (CIATox), Nixon Souza Sesse, lista as orientações a serem tomadas, tais como:
Manter a vítima em repouso, com o membro acometido elevado e procurar atendimento médico imediatamente;
Desde que não atrase a ida ao atendimento médico, lavar o local da picada com água e sabão e ligar para o CIATox-ES – serviço 24h de apoio a profissionais de saúde e à população em geral, podendo obter informação sobre o serviço de saúde mais próximo e mais adequado para o caso, pelo telefone 0800 283 9904;
Em acidentes nas extremidades do corpo, como braços, mãos, pernas e pés, retirar acessórios que possam levar à piora do quadro clínico, como anéis, fitas amarradas e calçados apertados;
Não amarrar ou fazer torniquete no membro acidentado; muito menos, cortar e/ou aplicar qualquer tipo de substância (pó de café, álcool, entre outros) ou sugar o local da picada para extrair o veneno;
Informar ao profissional de saúde o máximo possível de características do animal, como tipo de animal, cor, tamanho, entre outras, e, se possível tirar uma foto do animal.

Assessoria de Comunicação da Sesa




Nenhum comentário