Últimas

Com a nova matriz de risco adotada a partir do domingo (24) no ES, Nova Venécia está entre as 49 cidades classificadas no risco moderado


Pensando em afastar a possibilidade de uma futura reclassificação para risco alto, o município se empenha agora em reforçar suas medidas de controle e prevenção da doença.


Segundo já explicou o governador do Estado, Renato Casagrande, a nova matriz de risco leva em consideração critérios como o coeficiente de incidências de casos no município, a letalidade dos casos, a taxa de isolamento, o percentual de idosos no município e o taxa de ocupação dos leitos de UTI.
O prefeito Lubiana Barrigueira, ao falar na manhã de ontem (25), em uma coletiva de imprensa, expressou sua preocupação nesse sentido. "Alguns municípios da nossa região estão com índices bem elevados, porém é preciso lembrar que ao nosso lado várias cidades estão com números de casos estourados, ou seja, estamos totalmente vulneráveis e a qualquer momento esses números podem crescer de forma assustadora aqui também. O que não queremos é que nosso município seja classificado como de alto risco, o que nos obrigaria a acatarmos medias ainda bem mais severas em relação ao comércio, medidas sociais, entre outras. Por isso precisamos continuar fazendo o nosso dever e só sair de casa se for extremamente necessário. O isolamento social continua sendo nossa melhor ferramenta para o controle do vírus”, lembrou o prefeito.
Sem dúvidas, um dos critérios que representa situação de maior ameaça e precisa ser melhorado em Nova Venécia é a taxa isolamento social. Conforme os dados do Painel de Isolamento Social dos municípios capixabas, a média do isolamento em Nova Venécia no final de semana ficou em de 52,62%, percentual bem abaixo dos 70% que é o recomendado. Na medição de segunda a sexta-feira esse índice é ainda pior, apresentando uma média de 44,54%.
Para otimizar o atendimento aos pacientes que apresentam sintomas da COVID-19 e assegurar a eficiência das ações que já vem sendo executadas no município, a Secretaria Municipal de Saúde de Nova Venécia decidiu nesta tarde, após reunião entre o Prefeito, Lubiana Barrigueira, e o Secretário Municipal de Saúde, Felipe Barbosa, que o atendimento dos casos suspeitos, serão atendidos no prédio da UPA, próxima a Rede Cuidar, que passa a ser um Centro de Atendimento Provisório, exclusivo para estes casos. 
A princípio havia sido cogitada a possibilidade de que o Centro fosse montado na Unidade de Saúde Xaph Abraão (PA de Nova Venécia), mas chegou-se ao entendimento de que a estrutura e a localização da UPA é o local mais favorável. “Estamos nos preparando para que não falte assistência aos venecianos que por ventura apresentem os sintomas gripais onde há suspeita de Covid-19. A ideia é que as pessoas sintomáticas tenham esse local exclusivo disponível para se dirigirem e, nesse caso, especificamente para tratar dessa questão, evitando que fiquem circulando pelo município, procurando atendimento, enquanto se expõem e expõem também os outros ao coronavírus”, diz o secretário Felipe Barbosa dos Santos.
O local vai começar a ser preparado já nesta semana com as intervenções necessárias para que seja adaptado para a oferta dos atendimentos. A equipe que vai atuar no Centro de Atendimento Provisório vai contar com médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem.

Boletim Atualizado, 26/05
Dos 25 casos de Coronavírus registrados em Nova Venécia, 09 estão curados, 02 internados em UTI, 03 estão internados em ALA (Enfermaria), 10 estão bem clinicamente e seguem em isolamento domiciliar e 01 veio a óbito.  




(Por Noroeste News - com informações da Prefeitura de Nova Venécia)



Nenhum comentário