Últimas

Com visitas suspensas, Sejus promove interações para manutenção do vínculo familiar de internos


Com a suspensão das visitas nas unidades prisionais como medida de prevenção ao novo Coronavírus (Covid-19), a Secretaria da Justiça (Sejus) tem buscado alternativas para manter o contato de internos com seus familiares. As ações de aproximação são realizadas de diversas formas, seja por envio e recebimento de cartas por e-mail, ligações assistidas e até com trocas de mensagens pelo WhatsApp.

Os contatos são realizados de acordo com os recursos disponíveis em cada unidade prisional e somente para os familiares credenciados. A subsecretária de Ressocialização da Sejus, Roberta Ferraz, explica que toda a ação é acompanhada por servidores do sistema prisional. “A Sejus tem se empenhado ao máximo para minimizar os impactos do distanciamento social recorrendo a estratégias de aproximações remotas entre internos e seus familiares. Nesse sentido, as unidades prisionais têm fornecido notícias e informações aos entes queridos dos internos como forma de amenizar a ansiedade e a saudade que esse isolamento tem causado. Cabe ressaltar que todos os contatos são acompanhados por servidores do setor Psicossocial e técnicos das unidades”, afirma.

As ligações assistidas são as formas mais usuais realizadas nas unidades, mas a Sejus tem estudado a possibilidade de implantação da televisita, ligação por vídeo, como alternativa de interação a ser implementada de forma padronizada em todo o sistema. Para isso, questões técnicas e estruturais são analisadas. A Secretaria também está em constante diálogo com representantes da Comissão de Mães de Detentos do Espírito Santo. O objetivo é sanar dúvidas, bem como receber propostas e aprimorar medidas de interação.

P.C.J.S., interna do Centro Prisional Feminino de Cariacica (CPFC), diz que as ligações assistidas têm ajudado a suprir a saudade da família. “Com as ligações assistidas temos falado com nossa família todos os meses, já que não podemos ter as visitas presenciais devido à pandemia. É um momento reconfortante. Não podemos ver, mas sabemos que nossa família está sendo abraçada com esse contato, mantemos o vínculo e temos notícias deles lá fora”.

Novos credenciamentos de familiares continuam sendo efetivados eletronicamente nos canais de atendimento por WhatsApp (27 – 99257-4718) e e-mails das unidades prisionais (https://sejus.es.gov.br/unidades-prisionais). A família que ainda não é cadastrada pode entrar em contato com esses canais para enviar os documentos necessários ao credenciamento. A análise da documentação é realizada em 30 dias.

Atividade religiosa
Assim como alternativas para manutenção do vínculo familiar, a assistência religiosa nas unidades tem sido mantida em novo formato, com apresentação de cartas e vídeos enviados pelas entidades religiosas e até, em alguns casos, com mensagens transmitidas em programas de rádio e TV montados nas unidades prisionais de Linhares (Centro de Detenção e Ressocialização) e Barra de São Francisco (Penitenciária Regional).

Assessoria de Comunicação da Sejus


Gostou desta matéria? Clique aqui e receba nossos conteúdos diariamente.

Nenhum comentário