Últimas

Ifes não terá aulas presenciais até o final do ano



Novo calendário acadêmico será estabelecido, prevendo as datas de encerramento e início de semestre letivo, além do cronograma do processo seletivo para ingresso em 2021
O Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes) decidiu pela manutenção das atividades pedagógicas não presenciais até 31 de dezembro, mesmo após o governador Renato Casagrande (PSB) autorizar as aulas presenciais nas universidades públicas e privadas a partir de 14 de setembro.
Segundo o Ifes, a realização de atividades não presenciais até o final do ano foi uma demanda de representantes da área de ensino feita no âmbito do Comitê de Crise.
De acordo com a instituição, eles fizeram a solicitação para viabilizar uma melhor definição e organização dos calendários acadêmicos.
Após a indicação favorável do comitê, o assunto foi pauta nas reuniões do Colégio de Dirigentes e do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Cepe), que também sinalizaram concordância com a extensão do prazo.
Agora, com a decisão do Conselho Superior, um novo calendário acadêmico será estabelecido, prevendo as datas de encerramento e início de semestre letivo, além do cronograma do processo seletivo para ingresso em 2021.
Também serão traçadas as diretrizes para permitir que os alunos finalistas possam concluir todos os requisitos curriculares, seguindo tanto as normas sanitárias de segurança quanto a legislação estadual.
As atividades administrativas do Ifes seguirão acontecendo preferencialmente de forma remota.

Autorização para ensino presencial
As instituições públicas e privadas de ensino superior do Espírito Santo estão autorizadas a retomar as atividades presenciais a partir do dia 14 de setembro.
As instituições precisarão seguir o protocolo sanitário definido pela Secretaria da Saúde (Sesa) em portaria, que prevê, entre outras coisas, a adoção de um Plano Estratégico de Prevenção e Controle (PEPC) em cada instituição.
"Esse controle diz respeito a todas as pessoas, não ao governo nem à instituição de ensino. Todos devem observar estes protocolos e respeitá-lo. No final, são as pessoas que higienizam as mãos, mantêm o afastamento e adotam as medidas de prevenção. Deverá ter um Comitê Local de Prevenção, com representantes da instituição e dos alunos para elaborar esses planos em conjunto e estabelecer uma série de protocolos e responsabilização para cada uma daquelas ações", disse o governador.
As aulas presenciais estão suspensas no estado desde meados de março.


Com Informações G1 Espirito Santo


Clique aqui
 e receba nossos conteúdos diariamente




Nenhum comentário