Últimas

Escolas da Rede Estadual retornam atividades presenciais com acolhimento dos professores



Nesta segunda-feira (05), os professores das escolas da Rede Estadual retornam com atividades presenciais, em suas unidades escolares de lotação. Os profissionais que estavam em atividades remotas desde março recomeçam seus planejamentos nas escolas para receberem os alunos no próximo dia 13.
Os gestores foram orientados a realizarem momentos para o acolhimento dos professores e para a reflexão sobre o contexto da pandemia do novo Coronavírus (Covid-19) em relação a toda a comunidade escolar. Também serão realizadas atividades de capacitação/orientação dos professores, incluindo a divulgação de vídeos institucionais dos protocolos sanitários a serem utilizados por todos os profissionais das escolas e pelos alunos.
Considerando que alguns estudantes irão optar por permanecerem com atividades não presenciais e outros que retornarão às atividades presenciais, os professores continuarão utilizando as Atividades Pedagógicas Não Presenciais (APNPs) para ambos os grupos no desenvolvimento do currículo e os momentos presenciais serão priorizados para o esclarecimento de dúvidas, reforço, recuperação e aprofundamento.
As APNPs permitirão os estudos de forma remota para os alunos da Rede Estadual por meio da transmissão de conteúdos em TV aberta, até sexta-feira (09). Depois disso, as atividades serão disponibilizadas apenas pelo Youtube. Os alunos que continuarem com as atividades remotas, também contam com a utilização da plataforma Google Sala de Aula e do aplicativo do Programa EscoLAR, cujo acesso conta com o pacote de dados fornecido pelo Governo do Estado.

Procedimentos de retorno das aulas presenciais
O retorno das atividades presenciais nas escolas da Rede Estadual será de forma gradual e com revezamento, alternando momentos presenciais e não presenciais e com um número menor de estudantes por turma/sala, considerando o distanciamento físico e as medidas sanitárias previstas na Portaria Conjunta SEDU/SESA nº 01-R/2020.
O retorno das atividades presenciais está condicionado à classificação de risco baixo do município onde está localizada a escola, conforme Mapa de Risco do Governo.
As famílias/responsáveis ou estudantes maiores de idade poderão optar pela continuidade das atividades não presenciais nos domicílios. Caso o estudante manifeste, posteriormente, interesse em retornar às aulas presenciais, a escola deverá ser notificada com no mínimo 15 dias de antecedência para que sejam providenciados transporte e alimentação para atender o estudante.
O regime de revezamento consiste na alternância semanal, em que cada turma será dividida em 50% de estudantes em estudos presenciais e 50% em estudos não presenciais, por meio das APNPs e dos recursos disponibilizados pelo Programa EscoLAR.
Confira a Portaria 001-R-CONJUNTA-SEDU-SESA - Medidas administrativas e de segurança sanitária para retorno às aulas presenciais.



Assessoria de Comunicação da Sedu

Nenhum comentário