Últimas

Jovem casal cria agroindústria de produtos em conserva e amplia cultivo em Guarapari

O jovem casal de agricultores familiares Lidyani Mariano e Ronaldo Adriano Merisio iniciou a trajetória no campo em 2016, na propriedade localizada em Rio Claro, Guarapari. A necessidade por uma atividade de cultivo com ciclo curto, a fim de proporcionar um retorno financeiro em menor tempo, era o objetivo dos agricultores familiares. O casal buscou o auxílio técnico do Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper), no Escritório Local de Desenvolvimento Rural (ELDR) de Guarapari. 

Eles foram atendidos pelo engenheiro agrônomo e extensionista do Incaper, Cássio de Souza. A partir do planejamento e elaboração de projeto, foram escolhidos os cultivos de palmito pupunha, banana e mandioca. O início do trabalho do Incaper na propriedade foi dado com a análise de solo, projetos técnicos de irrigação e implantação, orientação sobre crédito rural e demais ações técnicas. 

As técnicas de adubação e manejo correto da cultura, além das orientações para adquirir mudas de pupunha, proporcionaram chegar a atual produção na lavoura de palmito, como afirma a agricultora familiar Lidyani Mariano. “Começamos com uma simples lavoura de palmito e, com o auxílio do Incaper, a nossa vida mudou”, disse.  

O palmito se transformou no principal produto em conserva da agroindústria Império Sabor, criada em 2018 pelo casal. Os produtores iniciaram estudos e pesquisas para aproveitar as frutas produzidas na propriedade, beneficiadas em geleias e licores. As rosas, que embelezam o sítio, também estão apresentando sua beleza e agregando sabor à geleia de rosas da agroindústria. 

“Nós conseguimos aproveitar tudo que é produzido no sítio e fazemos o beneficiamento na agroindústria. É uma enorme alegria e satisfação quando olhamos para trás e vimos que só se passaram quatro anos para conquistarmos tudo isso que temos hoje e é nosso sustento. Um sonho que foi possível realizar com o Incaper, que, na pessoa do Cássio [de Souza], nos ajudou e esteve presente a todo momento. Agradecemos por acreditarem na gente e nos ajudarem a produzir de forma adequada com um retorno muito melhor”, disse Lidyani Mariano. 

O palmito em conserva, as geleias e licores de frutas são comercializados em feiras livres de Guarapari. Os restaurantes da região também já se tornaram clientes dos produtos que compõem diversos pratos. O site da agroindústria Império Sabor, criado com o auxílio do Incaper, também é uma importante fonte de comercialização na Grande Vitória. 

“Prestamos a assistência técnica e extensão rural de ponta a ponta, desde o cultivo na lavoura até a comercialização. As soluções sociais que apresentamos são fundamentais junto às soluções tecnológicas. O acesso ao crédito com orientação transforma a vida dos agricultores e o trabalho nas propriedades”, destacou Cássio de Souza.

Nova lavoura de palmito

A demanda da agroindústria por maior produção de palmito levou o casal a adquirir uma nova propriedade em Rio Grande, também em Guarapari, para ampliar a lavoura de pupunha. Foi elaborado um projeto de barragem para promover a reserva de água na propriedade rural.

“Fomos chamados, mais uma vez, pelos agricultores para a ampliação da lavoura de pupunha. Essa nova lavoura será irrigada, apresentando uma solução tecnológica fundamental. O projeto de barragem já está pronto e licenciado”, afirmou o extensionista do Incaper. 

A experiência de Guarapari foi eleita pelo Centro Regional de Desenvolvimento Rural (CRDR) Metropolitano como destaque para ser apresentada no HorizontES em Extensão. “Esses são exemplos do compromisso do Incaper com os agricultores familiares. É muito importante conhecer histórias, como a desse casal, que mostram a grande diversificação e potencialidade do município”, pontuou o coordenador do CRDR Metropolitano, Luiz Bricalli.

HorizontES em Extensão

O HorizontES em Extensão foi lançado pelo Incaper no ano de 2019, visando à troca de conhecimento e capacitação em processos de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater). O projeto apresenta 11 experiências com relevância para o desenvolvimento rural do Espírito Santo, selecionadas pelos Centros Regionais de Desenvolvimento Rural (CRDRs).

Outros objetivos são o reconhecimento e valorização do trabalho realizado pelos extensionistas, técnicos e pesquisadores do Incaper, que têm grande importância no desenvolvimento das ações de sucesso junto aos agricultores. 

Neste ano, devido à pandemia do novo Coronavírus (Covid-19), o evento acontece de forma virtual, com transmissão on-line pelo canal do Incaper no YouTube, ao longo dos meses de outubro e novembro. 

 

Coordenação de Comunicação e Marketing do Incaper

 



Nenhum comentário