Últimas

Escola da Serra trabalha reutilização de alimentos e cria site e livro de receitas


A Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio (EEEFM) Belmiro Teixeira Pimenta, da Serra, desenvolveu um projeto sobre a reutilização de alimentos. O objetivo inicial da ação foi trabalhar temas relacionados ao lixo e ao descarte adequado dos mesmos. A ação, realizada por meio das Atividades Pedagógicas Não Presenciais (APNP), foi desenvolvida pelas professoras Nicoly Gomes Covre e Amanda Traspadini Sarcinelli.

“Como este é um tema muito abrangente, resolvemos focar na questão dos alimentos e seu mau aproveitamento, já que por se tratar de algo mais presente no dia a dia dos alunos, poderia ser trabalhado facilmente, mesmo a distância”, disse a professora Nicoly Gomes.

Ao longo do projeto, foram realizadas duas palestras, ambas pelo Google Meet: a primeira com a nutricionista Staelly Queiroz, com o tema "Reaproveitamento de alimentos"; e a segunda, com a educadora ambiental Lais Simões, com o tema "Resíduos sólidos e aterro sanitário: para onde vai o lixo?".

Além disso, como atividade avaliativa para a disciplina de Ciências, os alunos desenvolveram um livro de receitas feitas com partes não convencionais dos alimentos, e criaram um site, com o intuito de compartilhar as pesquisas desenvolvidas no período, além de ampliar a visibilidade do projeto para os demais alunos da escola.

“Ao longo do desenvolvimento do projeto, percebemos que a maioria dos alunos e suas famílias, por falta de conhecimento e informações, descartavam cascas e talos dos alimentos, por exemplo, que são partes riquíssimas e muito nutritivas. Partes que antes eram consideradas 'lixo', hoje sabemos que podem ser aproveitadas em receitas muito saborosas, simples e saudáveis”, explicou a professora Amanda Traspadini.

A estudante Victória Flores, do 8º ano, disse que já tinha o hábito de fazer casca de batata frita em casa. “Minha avó parou porque ficou com medo dos agrotóxicos, que aumentaram muito. Depois das palestras e de participar do projeto, entendi que podemos, sim, aproveitar essas partes dos alimentos tomando os cuidados necessários”, afirmou a aluna Victória.

Gylian Dantas Rocha, também do 8º ano, contou que já fez duas receitas que estão no site e que gostou da experiência. “Já vi muitas pessoas fazendo algo parecido, só que nem mesmo sonhava com isso. Na minha opinião foi uma ótima experiência e acho que todos os alunos deveriam ter essa oportunidade, e que as famílias deveriam adquirir esse hábito. Esse projeto me deu uma visão mais ampla de que nem tudo que descartamos pode ser considerado lixo”, considerou.

O site e o livro de receitas do projeto podem ser acessados pelo link: https://sites.google.com/view/nutribtp.


Assessoria de Comunicação da Sedu

Nenhum comentário