Últimas

Projeto de formação de lideranças jovens em MG e no ES está com inscrições abertas


Promover a formação de jovens lideranças nos territórios atingidos pelo rompimento da barragem de Fundão, em Mariana (MG), é o objetivo do projeto Passaporte para a Revitalização, que está com inscrições abertas. Serão selecionados 100 jovens, entre 15 e 29 anos, residentes nos municípios de Resplendor, Itueta e Aimorés, em Minas Gerais, e Baixo Guandu, Colatina e Marilândia, no Espírito Santo. As inscrições são gratuitas e podem ser realizadas até o dia 11 de fevereiro clicando aqui.

A iniciativa da Fundação Renova, em parceria com a Associação Mineira das Escolas Famílias Agrícolas (AMEFA), integra o Projeto Formação de Lideranças Jovens da Fundação, que reunirá mil jovens de 41 municípios da bacia do rio Doce para fazerem parte de cinco projetos territoriais voltados à revitalização ambiental, social, econômica e cultural. Os projetos trabalharão a mobilização e o engajamento de jovens na participação em ações coletivas no processo de reparação da bacia.

“A ideia é criar oportunidades, por meio de processos educativos, para promoção da participação juvenil e alargamento das possibilidades de atuação dos jovens relacionados ao desenvolvimento local, questões sociais e socioambientais nas localidades”, explica Igor Moreira, analista do Programa de Educação para Revitalização da Bacia do Rio Doce da Fundação Renova.

O Projeto Formação de Lideranças é desenvolvido em parceria com cinco instituições selecionadas em 2019, por meio de edital, pela Fundação Renova: Associação Mineira das Escolas Famílias Agrícolas (AMEFA); Centro Popular de Cultura e Desenvolvimento (CPCD); Fundação Geraldo Perlingeiro Abreu; Centro Integrado de Estudos e Programas de Desenvolvimento Sustentável (CIEDS); e Lumiar Ambiental.

As instituições foram divididas em cinco áreas ao longo da bacia do rio Doce e, cada uma delas, elaborou um projeto para atuação respeitando os objetivos de mobilizar e engajar jovens na revitalização do rio Doce.

Atualmente, apenas o projeto Passaporte para a Revitalização está com inscrições abertas. Os demais já iniciaram a etapa de acolhimento e integração dos jovens selecionados. Contudo, haverá uma mobilização permanente em todos os projetos para preenchimento de vagas em função de possíveis desistências. Devido à pandemia, as atividades de mobilização seguem de forma on-line, por meio de ferramentas virtuais.

Instituições parceiras

Associação Mineira das Escolas Famílias Agrícolas (AMEFA)

Projeto Passaporte da revitalização

Municípios: Resplendor, Itueta e Aimorés, em Minas Gerais e Baixo Guandu, Colatina e Marilândia, no Espírito Santo

Número de participantes: 100 jovens


Centro Popular de Cultura e Desenvolvimento (CPCD)

Projeto Júpiter

Municípios: Mariana, Barra Longa, Ponte Nova, Rio Doce e Santa Cruz do Escalvado, em Minas Gerais

Número de participantes: 100 jovens


Fundação Geraldo Perlingeiro Abreu

Projeto Raízes e Asas do Rio Doce

Municípios: Bom Jesus do Galho, Bugre, Caratinga, Córrego Novo, Dionísio, Fernandes Tourinho, Iapu, Ipaba, Ipatinga, Marliéria, Pingo D'Água, Raul Soares, Rio Casca, Santana do Paraíso, São Domingos do Prata, São José do Goiabal, São Pedro dos Ferros, Sem-Peixe, Sobrália e Timóteo, em Minas Gerais

Número de participantes: 400 jovens


Centro Integrado de Estudos e Programas de Desenvolvimento Sustentável (CIEDS)

Projeto Liderança Jovem Rio Doce

Municípios: Belo Oriente, Naque, Periquito, Governador Valadares, Alpercata, Tumiritinga, Galiléia e Conselheiro Pena, em Minas Gerais

Número de participantes: 200 jovens


Lumiar Ambiental

Projeto Lótus

Municípios: Aracruz e Linhares, no Espírito Santo

Número de participantes: 200 jovens


Para mais informações sobre cada instituição e as ações que serão desenvolvidas nos territórios, os interessados devem acessar o site da Fundação Renova (https://www.fundacaorenova.org).

O Projeto Formação de Lideranças Jovens é uma ação compensatória e faz parte do Programa de Educação para Revitalização da Bacia do Rio Doce, atendendo ao Termo de Transação e de Ajustamento de Conduta (TTAC). A ação foi desenvolvida em parceria com a Câmara Técnica de Educação, Cultura, Lazer e Turismo.


Folha Vitória