Últimas

IBGE | Atualizada base de endereço de logradouros dos Municípios



O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) disponibilizou, em formato digital (arquivo com dados geoespaciais em vetor), a base de faces de logradouros dos Municípios do país, que orienta pesquisas domiciliares. Essa ferramenta é importante para as prefeituras e outros segmentos por auxiliar na produção de rotas de mapas da internet, além de negócios com demandas de componentes geoespaciais.

A base de logradouros refere-se aos endereços em áreas urbanas, expansão urbana e de aglomerados rurais de todos os Municípios do país. A nova versão mostra aumento de 29,1% nas linhas que compõem a base em relação ao ano de 2010, o que comprova a inclusão de novos logradouros na base e evidencia o esforço de atualização de base cadastral endereços de todos os Municípios, além de ampliar o processo de urbanização no país.

A Confederação Nacional de Municípios (CNM) destaca a importância dessa ferramenta para as administrações locais, uma vez que não existe uma base formal com abrangência nacional de cadastros municipais, sendo a base do IBGE a única estrutura de dados que congrega as informações dos logradouros, independentemente das informações constantes nas municipalidades.

Outros benefícios

A base também é utilizada em cadastros de endereços e zoneamento urbano e na confecção de cartas e mapas atualizados que facilitem as ações locais. O IBGE considera a plataforma importante para análises da distribuição espacial, dinâmica e padrões de organização das áreas urbanas dos Municípios brasileiros, bem como em áreas rurais, aglomerados subnormais (favelas), povoados, lugarejos e núcleos.

A ferramenta ainda auxilia em áreas de expansão urbana e de difícil acesso, localidades em que o registro de endereços tende a ser frágil e não formalizado, o que dificulta a gestão urbana e o acesso a serviços. A base é compatível com escalas intermediárias de 1:5.000 a 1:25.000 faz associação aos setores censitários da Malha de Setores Censitários e da divisão político-administrativa do produto Malha Municipal do Brasil.

Cooperação com o IBGE

A CNM firmou acordo de cooperação com IBGE em relação à importância da atualização dos logradouros e da necessidade de os gestores se organizarem para a coleta do Censo 2021. A entidade tem promovido a capacitação na modalidade virtual do curso denominado Censo 2021 - O que seu Município precisa muito saber e tem incentivado os gestores locais a atualizar e a padronizar os endereços. Isso permitirá a realização de comparações, como também eventuais correções e possíveis incorporações de dados de outras fontes.

A padronização do registro de endereços é fundamental para que as parcerias alcancem sucesso. A partir dela, será possível dispor de dados mais consistentes para fundamentar a tomada de decisões e a implementação de políticas públicas com maior eficiência. Além do curso, a CNM e o IBGE têm disponibilizado o intercâmbio de endereços locais entre o Instituto e os Municípios como forma de preparação da base de dados para a realização do Censo. Os Municípios interessados em fazer o intercâmbio podem acessar AQUI o termo de adesão.

Fonte: Confederação Nacional dos Municípios