Chuva forte deixa desabrigados e desalojados no ES


A chuva forte que atinge o Espírito Santo deixou desabrigados e desalojados.

Segundo o boletim da Defesa Civil divulgado na manhã desta terça-feira (12), 10 pessoas estão desabrigadas em Viana e duas estão desalojadas em Vila Velha.

Ainda de acordo com a Defesa Civil, as cidades com os maiores acumulados de chuva das últimas 24 horas são Cariacica (157 mm), Santa Leopoldina (136 mm), Viana (128 mm), Serra (122 mm), Aracruz (115 mm), Piúma (111 mm), Vila Velha (102 mm), Ibiraçu (102 mm), Vitória (99 mm) e Guarapari (95 mm).

Há risco alto de deslizamento de terra em Cariacica, Vila Velha e Serra.

Desde segunda (11) foram registrados pontos críticos de alagamento em Vila Velha, nos bairros Cobi de Baixo, Ataíde, Ibes, Cobilândia, Jardim Guaranhuns e Nova América. Uma idosa, moradora de Cobilândia, foi resgatada pela Defesa Civil. Um homem, morador de Cobi de Cima, também precisou deixar sua casa, preventivamente.

Também em Vila Velha, por causa dos alagamentos, quatro puérperas e quatro recém-nascidos foram removidos da Maternidade de Cobilândia para o Hospital Infantil e Maternidade Alzir Bernardino Alves (Himaba).

Em Cariacica, áreas ficaram alagadas na entrada do bairro Cruzeiro do Sul e nos bairros Vila Palestina, Jardim américa, Flexal e Vale Esperança, onde uma árvore caiu.

Também em Cariacica, houve deslizamentos no bairro Oriente, na Rua Alfredo Couto Teixeira, e no bairro Alto Lage, na Rua Pedro Álvares Cabral, ambos sem vítimas.

Ainda no município, um bloco rolou em Alto Mucuri, na Rua C, também sem vítimas.

Em Viana, houve infiltração em uma residência e os moradores foram encaminhados para um abrigo.

Moradores da cidade, a família da aposentada Marilsa Gomes, de 77 anos, teve que levantar vários móveis e eletrodomésticos para tentar diminuir os prejuízos caso a água invadisse a casa. Todo mundo tem que passar a noite em claro sempre que chove na região.

“Tem que levantar porque se não levantar perde tudo. Nós ficamos preocupados, não dormimos direito de noite, ficamos preocupados, dorme na casa dos outros. Tem que ficar vigiando a enchente, mas não adianta vigiar que enche assim mesmo”, disse a idosa.Ela reviveu um drama que passa sempre que chove no bairro Vila Bethania. Marilsa desistiu até de ter guarda-roupa depois de perder o móvel tantas vezes em alagamentos.

“A gente não tem dinheiro para ficar comprando. Agora não vou comprar nada mais, vou deixar a casa pelada porque não adianta”, contou.

A Defesa Civil do ES segue em estado de alerta e o Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper) emitiu um alerta para chuvas fortes no estado que vale até quarta (13).

Confira os telefones das defesas civis

Coordenadorias regionais da Defesa Civil estadual:

Vitória: (27) 3194-3692 e (27) 99975-2085
Linhares: (27) 98879-8279 e (27) 3264-7954
Cachoeiro de Itapemirim: (28) 3515-2404
Marechal Floriano: (27) 98879 -7741
Guarapari: (27) 98879-7971
Cariacica: (27) 98879-7810 e (27) 3194-3772
São Mateus: (27) 99621-8824 e (27) 3767-6050
Aracruz: (27) 99228-4775 e (27) 3296-4960
Colatina: (27) 98879-7621

Defesas civis municipais da Grande Vitória:

Vitória: (27) 98818-4438 e (27) 3382-6168
Vila Velha: (27) 99698-0903, (27) 99895-0100 e (27) 3388-4346
Serra: (27) 98849-0641 e (27) 99938-9500
Cariacica: (27) 99946-0331, (27) 98831-6000 e (27)99989-2164
Fundão: (27) 99793-9764 e (27) 99650-1632
Guarapari: (27) 99843-0437

Fonte: G1
Postagem Anterior Próxima Postagem