Programa de Apoio à Fixação de Jovens Doutores no Brasil é aberto no Espírito Santo

Até 20 bolsas de Pós-Doutorado Júnior (PDJ), com 24 parcelas cada, auxílio instalação e auxílio deslocamento, além da possibilidade de poder pedir até R$ 50 mil em auxílio financeiro, são os benefícios que os Programas de Pós-Graduação (PPGs) capixabas poderão receber para o desenvolvimento de projetos de pesquisa por meio do Edital 25/2022, da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo (Fapes), em parceria com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

A chamada está com o prazo de submissão aberto e segue até o dia 22 de novembro. A inscrição das propostas deve ser feita na plataforma www.sigfapes.es.gov.br. Podem submeter os PPGs stricto sensu com curso de mestrado e/ou doutorado, acadêmico ou profissional, recomendado ou aprovado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), de Instituição de Ensino Superior e/ou Pesquisa, pública ou privada, localizada no Espírito Santo. As bolsas são concedidas para que os Programas de Pós-Graduação realizem projetos de pesquisa científica, tecnológica e de inovação, supervisionados por docentes permanentes.

Ao todo, R$ 3 milhões estão disponibilizados para o edital, sendo R$ 1 milhão proveniente Fundo Estadual de Ciência e Tecnologia (Funcitec) e R$ 2 milhões oriundos do Termo de Execução Descentralizada (TED), celebrado entre e o Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FNDCT) e a Financiadora de Estudos e Projetos (Finep).

O Programa tem o objetivo de fortalecer o ecossistema de pós-graduação capixaba e criar condições favoráveis para que jovens doutores possam prosseguir com suas atividades de pesquisa realizadas em grupos e redes de reconhecida excelência no Estado.

Fonte: Governo ES

Postagem Anterior Próxima Postagem