null











 


Estudante de Nutrição é encontrado morto após sair de academia em Santa Catarina


Hipótese da polícia é de que ele tenha sofrido de morte súbita


Um estudante de 23 anos foi encontrado morto dentro do carro, na madrugada desta quinta-feira, 30, em Criciúma, na região sul de Santa Catarina. O estudante, identificado como Eduardo Bardini da Silva, que cursava Nutrição, saiu de uma academia de ginástica após o treino e se dirigiu até o veículo. A morte foi descoberta cinco horas depois, segundo a Polícia Civil. A hipótese admitida pela polícia é de que ele tenha sofrido de morte súbita.

Testemunhas disseram que o rapaz havia interrompido os treinos por ter se sentido indisposto. Ele deixou o local por volta das 19 horas de quarta-feira, 29. Imagens de câmeras de segurança mostraram o estudante entrando em seu carro, no estacionamento da academia, na região central da cidade. A Polícia Militar foi acionada, depois que algumas pessoas viram o rapaz com a cabeça caída sobre o volante.

O serviço de resgate do Corpo de Bombeiros chegou ao local pouco depois da meia-noite. Os socorristas constataram que Eduardo já estava sem vida.

A declaração de óbito indica como causas principais da morte tromboembolismo pulmonar e cardiopatia dilatada. Problemas de saúde como estes ocorrem sem sinais aparentes em pessoas saudáveis, em casos classificados como morte súbita.

Eduardo Bardini da Silva foi encontrado morto em seu carro, após treino em uma academia de Criciúma, em Santa Catarina.'' Foto: Edu Bardini/Instagram/Reprodução

O corpo de Eduardo passou por necropsia e foi liberado para o sepultamento. O estudante morava em São Ludgero, na mesma região, mas estava se mudando para Criciúma. A academia onde Eduardo treinava ocasionalmente divulgou nota de pesar e de solidariedade para com a família e amigos do jovem.

Nos dias 24 e 25, o estudante havia participado de um congresso de nutrição funcional em Florianópolis, capital do estado. Em redes sociais, amigos e parentes lamentaram a morte do rapaz.

Fonte: Estadão



Postagem Anterior Próxima Postagem